PUBLICIDADE
NO JARDIM FLORESTA
Aluno agride porteiro de escola ao ser barrado sem a farda
Por Vanessa Fernandes
Em 11/09/2019 às 00:10
Gestão da escola havia determinado que alunos não poderiam entrar na unidade sem o fardamento (Foto: Diane Sampaio/FolhaBV)

Uma confusão na Escola Estadual Caranã, no bairro Jardim Floresta, zona Oeste de Boa Vista, foi parar no 5º Distrito Policial. Um estudante de 19 anos agrediu o porteiro da unidade após ser barrado na entrada da escola. Ele estaria sem o fardamento.

O fato ocorreu por volta 19h20, antes do início das aulas para alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Devido à determinação da diretora da escola, os estudantes deveriam comparecer uniformizados a partir desta segunda-feira (9).

Seguindo a ordem da administração, o porteiro de 65 anos não estava permitindo a entrada de quem não cumpriu o determinado. De acordo com a Polícia Militar, alunos informaram que o acusado já havia dito que não iria uniformizado e queria ver quem o impediria de entrar.

PUBLICIDADE

Ao ter sua entrada barrada, o rapaz empurrou o porteiro e o ameaçou. À Polícia, o porteiro informou que era constantemente ameaçado pelo aluno e que teme por sua integridade, visto que estava apenas cumprindo determinações.

Em diligências pela região, os agentes conseguiram localizar o estudante, que tentou fugir em direção a um terreno. O proprietário da residência foi solicitado e o mesmo informou que o acusado não morava ali.

Em conversa com o rapaz, ele alegou aos policiais que sabia do novo regulamento da escola, mas que não cumpriu, pois sua farda estaria suja. Na busca pessoal, foi encontrado um canivete em sua mochila.

Outros alunos e funcionários procuraram a guarnição para informar que o jovem era usuário de drogas, membro de organização criminosa, além de ameaçar a todos constantemente, motivo pelo qual era temido na unidade.

Diante dos fatos, o estudante foi levado à delegacia para ser ouvido pelo delegado plantonista. Após seu depoimento, foi lavrado o termo circunstanciado de ocorrência e o jovem foi liberado em seguida. (VF)

GOVERNO – A reportagem da Folha procurou a Secretaria de Educação e Desportos (Seed) para que se manifestasse sobre o ocorrido e, por meio de nota, esclareceu que, a fim de reforçar a segurança nas unidades de ensino conta com a Ronda Escolar, atividade realizada mediante parceria com a Polícia Militar de Roraima.

Em relação ao estudante, informou que o mesmo pertence ao 3° ano e que a equipe gestora da escola convocará uma reunião com o aluno e a família.

***
Gostou?
0
4
Josy disse: Em 11/09/2019 às 08:16:30

"Família? O cara é maior de idade! Na moral, se ele não se sente bem nesta instituição de ensino! Mandem ele para estudar la com os reeucandos da PAMC talvez la ele encontre a essência dele! Palhaçada."