PUBLICIDADE
NO CANTÁ
Bandidos que roubaram e agrediram comerciante são presos
Por João Barros
Em 12/06/2019 às 00:20
O delegado Joseilton Costa e Silva ressaltou a importância de uma resposta rápida após o crime. (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)

Nessa terça-feira, dia 11, policiais que atuam na Delegacia do Cantá, em parceria com agentes do Grupo de Resposta Tática (GRT), da Polícia Civil, prenderam dois elementos durante as investigações para elucidar um crime de roubo que ocorreu na tarde da segunda-feira, dia 10, ocasião em que os elementos entraram num ponto comercial que fica na Vila Central, cerca de 27 quilômetros do Cantá, em seguida renderam a vítima, roubaram o veículo e outras mercadorias.

Segundo o delegado titular da Delegacia do Cantá, Joseilton Costa e Silva, após a ocorrência as vítimas registraram o Boletim de Ocorrência (B.O) e a partir daí começaram as investigações. A equipe apurou que um dos presos é parente da esposa do comerciante e que ele possivelmente tenha sido o mentor do crime.

As investigações apontaram que os criminosos tinham recebido a missão de roubar uma caminhonete e que na segunda-feira encontraram o veículo que queriam em frente ao comércio, mas o dono do carro estava saindo do prédio e eles desistiram do roubo. No entanto, o comerciante que também tinha uma picape na garagem, passou a ser o alvo.

Os elementos roubaram o veículo, mercadorias e ainda deram uma coronhada na cabeça da vítima antes de fugirem. O carro foi levado para uma região de chácaras, numa vicinal. Para chegar ao paradeiro dos bandidos, as equipes conversaram com algumas testemunhas e elas relataram que um carro Chevrolet Celta, de cor preta, dava apoio aos assaltantes.

Depois de fazerem campana, conseguiram localizar o carro com mercadorias da vítima dentro. O primeiro a ser preso apontou o comparsa que também deu apoio aos assaltantes. No carro do comparsa também foram encontradas mercadorias. Ambos foram levados para a Delegacia e depois trazidos para a Capital, onde foram ouvidos e autuados em flagrante pelo crime de roubo qualificado e concurso de pessoas. Os outros indivíduos que participaram do crime não foram localizados até o momento, mas as investigações prosseguem, segundo o delegado.

“Apesar das dificuldades, gostaria de aproveitar a oportunidade para dizer que nossos policiais não mediram esforços e foram atrás. Lógico que tem o trauma da vítima, que foi agredida, mas o bem dele foi recuperado e nós conseguimos dar uma resposta rápida. Foi um trabalho exitoso da equipe do Cantá”, concluiu Joseilton. (J.B) 

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!