PUBLICIDADE
DE CLÍNICA NO ASA BRANCA
Bandidos se passam por clientes e roubam quase R$ 1 mil
Por João Barros
Em 05/06/2019 às 00:20
O trio foi levado para o 2° DP junto com os pertences roubados (Foto: Aldenio Soares)

Na manhã dessa terça-feira, dia 4, três indivíduos de origem venezuelana foram presos pelo Choque do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na Avenida Mário Homem de Melo, após realizarem um assalto a uma clínica de exames laboratoriais que fica no bairro Asa Branca, fato que ocorreu por volta das 9h30.

Os policiais contaram que faziam patrulhamento especializado pelo bairro Asa Branca quando foram abordados por uma técnica em laboratório que relatou ter sofrido um assalto em seu ambiente de trabalho, momentos antes. Segundo as informações da vítima, um elemento entrou no local, perguntou quanto custava um exame e, em seguida, anunciou o assalto.

PUBLICIDADE

Na ocasião, o elemento levou pertences pessoais de funcionários e clientes da clínica, além de dois telefones celulares e a quantia de R$ 932. Sendo R$ 330 de uma funcionária e R$ 602 da clínica. Durante a ação, as vítimas observaram que havia outros indivíduos aguardando do lado de fora. Após o roubo, o criminoso trancou todas as vítimas numa sala enquanto fugia com os comparsas.

Depois da fuga, a funcionária do laboratório conseguiu sair e pedir ajuda. Ela também conseguiu rastrear e encontrar o endereço exato onde estava seu telefone, inclusive, por meio de um aplicativo, o aparelho fotografou as pessoas que estavam em posse do celular, dentre elas, uma jovem de 25 anos.

Com as informações, o Choque foi ao endereço indicado, sendo um prédio abandonado do governo, na Avenida Mário Homem de Melo, onde foi encontrada em posse da jovem a quantia de R$ 572 em dinheiro trocado. Em posse de um jovem, de 21 anos, estavam dois celulares Samsung, sendo um dourado com detalhes pretos e outro de cor branca. Os telefones são pertencentes à funcionária e à clínica. Ainda nas buscas foram localizados vários invólucros de substância aparentando ser entorpecente e um revólver da marca Taurus, calibre 38 (que pertence à Polícia Militar de Roraima), com 8 munições intactas.

O trio foi algemado e conduzido ao 2° DP, onde foi ouvido pela autoridade policial que decidiu lavrar o Auto de Prisão em Flagrante (APF) e encaminhar o trio para a Justiça decidir que medidas adotar mediante audiência de custódia. (J.B) 

***
Gostou?
4
2
arilda silva disse: Em 05/06/2019 às 13:12:28

"Daqui a pouco estão soltos, presos somos nós ,. E vão continuar nas ruas de bv !"

Luiz Junior disse: Em 05/06/2019 às 10:59:24

"Trump neles !!!!"

Damiao disse: Em 05/06/2019 às 09:13:21

"Esses Venezuelanos tão tocando o terro na cidade! Até quando vamos ser reféns deles?"