PUBLICIDADE
HOMICÍDIO
Borracheiro é morto a pauladas dentro de residência no Araceli
Por João Barros
Em 17/08/2019 às 00:15
A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local (Foto: Divulgação)

Na madrugada dessa sexta-feira, 16, o borracheiro José de Sousa, 30 anos, foi morto a pauladas dentro de uma residência que fica na Rua Estrela Celeste, bairro Professora Araceli Souto Maior. Quem acionou a PM foi um popular que disse ter encontrado a vítima no chão, desacordada, muito ensanguentada e com hematomas na região da cabeça e que poderia estar morto. O popular também solicitou uma viatura do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), mas foi orientado a verificar se vítima apresentava sinais vitais. Diante da resposta de que José não respirava, o Samu não compareceu.

Os militares isolaram o local onde o homicídio aconteceu e passou a conversar com algumas testemunhas, a fim de coletar informações que pudessem ajudar na resolução do crime, ocasião em que um jovem de 21 anos disse que não presenciou o crime, mas sabia quem foi o autor e que poderia levar a equipe policial até onde o suspeito estava. O jovem apontado como responsável pelo crime foi localizado em via pública, próximo ao local da ocorrência.

PUBLICIDADE

No momento da abordagem, o suspeito não reagiu e se entregou espontaneamente. Ao ser questionado sobre os fatos, confirmou que foi o autor do homicídio, inclusive deu detalhes do que aconteceu. Segundo ele, estava dormindo, sem roupas, quando, por volta das 3h30 a vítima chegou e começou a insultá-lo e empurrá-lo para que saísse do colchão, momento em que o jovem pediu para vestir ao menos seu calção, mas José desferiu socos e pontapés contra ele.

Ambos travaram luta corporal e, na versão do jovem, a vítima se armou com um pedaço de madeira que era usado para manter a janela fechada e desferiu um golpe em seu pescoço, momento em que o suspeito confessou ter tomado a “ripa” e usou para acertar várias vezes a cabeça de José. Ao perceber que o dono da casa estava desacordado, se vestiu, jogou o pedaço de madeira no terreno da residência e fugiu.

Uma testemunha relatou que trabalhava com a vítima na mesma borracharia e que o local de trabalho fica exatamente em frente ao local do crime. Além disso, reforçou que durante a madrugada consumiram bebida alcoólica. A Perícia Criminal realizou os procedimentos técnicos ainda na manhã de ontem. Agentes da Delegacia Geral de Homicídios (DGH) também compareceram ao local dos fatos para dar início ao processo de investigação. O corpo foi removido pelo rabecão à sede do Instituto de Medicina Legal (IML) ao fim dos trabalhos periciais.

Até o fim da tarde dessa sexta-feira, familiares da vítima ainda não tinham procurado o IML para fazer o reconhecimento e liberação do corpo para funeral e sepultamento. Segundo as informações do Instituto, a vítima é natural do município do Bonfim. 

O suspeito recebeu voz de prisão, foi algemado e conduzido ao 5o DP, onde foi autuado em flagrante e ficou detido numa das celas da Unidade Policial até a manhã deste sábado, 17, quando será encaminhado para audiência de custódia, de modo que a Justiça ficará responsável por deliberar sobre a conduta do preso e o homicídio. (J.B) 

***
Gostou?
0
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!