PUBLICIDADE
TIROS NA CABEÇA
Chacina deixa quatro mortos e uma jovem em estado grave
Uma mulher, 18 anos, também ficou ferida e foi levada em estado grave ao HGR
Por João Barros
Em 06/05/2019 às 00:15
Uma mulher que também estava no local ficou gravemente ferida ao Hospital Geral. (Foto: Aldenio Soares)

Há muito tempo não se lia nas manchetes do jornal sobre chacina, no entanto mais uma ocorrência dessa natureza aconteceu em Boa Vista, na madrugada do sábado, dia 04, quando quatro jovens foram mortos e a companheira de um deles, também alvejada, sendo internada em estado grave no hospital. As vítimas foram executadas dentro da própria casa, na rua Rio Tocantins, bairro Bela Vista. Todos foram baleados na cabeça. A principal hipótese da Polícia é de que o crime tenha sido motivado por confrontos entre facções criminosas.

De acordo com as informações da Polícia Militar, por volta de 1h20 do sábado, foi acionada para atender uma ocorrência de disparo de arma de fogo sem saber da proporção do fato. Assim que chegou ao local, encontrou várias pessoas em frente ao imóvel, dentre elas a mãe da jovem que morava com o namorado na casa.

Os populares informaram para a PM que dentro da residência estavam cinco pessoas alvejadas.

PUBLICIDADE

Conforme os policiais, assim que entraram na casa encontraram os corpos no chão da sala e perceberam que a jovem ainda estava viva, por isso acionaram imediatamente o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que realizou os primeiros socorros e fez a remoção da vítima ao Pronto Socorro Francisco

Elesbão no HGR. A jovem estava usando apenas calcinha quando foi alvejada. Três dos rapazes estavam usando apenas cueca e um deles estava vestindo bermuda jeans.

A Perícia Criminal e a equipe da Delegacia Geral de Homicídios (DGH) compareceram ao local do crime e realizaram os procedimentos técnicos. Durante o trabalho pericial foram encontradas cinco cápsulas deflagradas e dois projéteis de calibre ponto 380, a quantia de R$ 404,70, documentos da mãe das vítimas, documentos do pai e as carteiras porta-cédulas dos três irmãos, contendo todos os documentos pessoais, bem como os documentos da jovem alvejada.

A Perícia concluiu que todas as vítimas foram mortas com um único tiro na cabeça. Ao fim dos trabalhos periciais, os quatro corpos foram levados para o Instituto de Medicina Legal (IML), para realização da necropsia. 

Foto: Aldenio Soares

Saiba quem eram as vítimas da chacina do bairro Bela Vista

As vítimas da chacina eram adolescentes ou tinham acabado de sair da adolescência. Três eram irmãos e tinham perdido a mãe dois anos atrás por conta de uma leucemia. Os irmãos Gabriel Gomes da Silva, de 19 anos, David da Silva Campos, de 17 anos, Deyvissonda Silva Campos, de 18 anos e o amigo deles Davi David Rodrigues da Silva, de 17 anos, foram todos assassinados com tiro na cabeça. Os três irmãos moravam na residência com a sobrevivente. O amigo Davi David chegou a casa na noite da sexta-feira, dia 3, horas antes da chacina. 

Gabriel era o mais velho e estudava na escola Estadual Fagundes Varela, localizada no bairro Nova Cidade, e trabalhava fazendo bicos para sustentar a casa e os irmãos conforme contaram os familiares. Ele era o namorado da sobrevivente. Deyvisson era o irmão do meio e David o caçula dos três. Os mais jovens não estudavam desde o ano passado, de acordo com amigos deles. 

Os três irmãos, apesar de muito jovens, viviam sozinhos após a morte da mãe, porque o pai mora no interior e não convivia na mesma casa que os filhos. A Folha obteve a informação de que o pai dos garotos passou dois dias na Capital, na mesma residência onde ocorreu o crime e, no fim da tarde da sexta-feira, dia 03, retornou para o interior. “Caso ele não tivesse ido embora, possivelmente estaria morto também”, explicou um policial. Sem a devida orientação, os irmãos deixaram de frequentar a escola.

Após o exame cadavérico, os quatro corpos foram liberados para as respectivas famílias ainda no sábado para realização de funeral e sepultamento. (J.B)

Os irmãos Gabriel Gomes da Silva, David da Silva Campos e Deyvisson da Silva Campos estavam com o amigo Davi David Rodrigues da Silva na casa, quando foram atacados

Sobrevivente pode estar sendo ameaçada por facção

A namorada de Gabriel, C.H.C.S, de 18 anos, foi alvejada com um tiro na cabeça e está internada no Hospital Geral de Roraima (HGR) em estado gravíssimo. Os policiais ainda foram ao HGR para saber do estado clínico da sobrevivente, mas foram informados de que a condição da jovem é extremamente delicada, considerando a gravidade da lesão, e que ela não poderia dar depoimentos.

No começo da tarde do sábado, uma informação de que criminosos tentariam matar a jovem internada, mobilizou um grande grupo de policiais militares, no entanto, após a verificação minuciosa, não encontraram fundamentação para a denúncia. Mesmo assim, a PM deixou policial fazendo a guarda na Unidade de Saúde. 

Leia também a matéria: Mandante de chavina teria sido uma garota.

***
Gostou?
13
4
Jesus está voltando! disse: Em 06/05/2019 às 08:33:26

"Quem procura acha. Quem se envolve com facção só tem 2 futuros, ou cadeia ou morte. Obedeçam às autoridades, todos vocês. Pois nenhuma autoridade existe sem a permissão de Deus, e as que existem foram colocadas nos seus lugares por ele. Assim quem se revolta contra as autoridades está se revoltando contra o que Deus ordenou, e os que agem desse modo serão condenados. Somente os que fazem o mal devem ter medo dos governantes, e não os que fazem o bem. Se você não quiser ter medo das autoridades, então faça o que é bom, e elas o elogiarão. Porque as autoridades estão a serviço de Deus para o bem de você. Mas, se você faz o mal, então tenha medo, pois as autoridades, de fato, têm poder para castigar. Elas estão a serviço de Deus e trazem o castigo dele sobre os que fazem o mal. É por isso que você deve obedecer às autoridades; não somente por causa do castigo de Deus, mas também porque a sua consciência manda que você faça isso. Romanos 13:1-5 "

Carlos evandro pereira de menezes disse: Em 04/05/2019 às 07:35:27

"Violência dominou o estado, não se vê nas ruas viaturas policiais pelo fato de estarem sem combustível, não podemos mais sair despreocupados, pois a qualquer momento podemos ser vítimas de um assalto, cadê as autoridades. "

Davi disse: Em 04/05/2019 às 12:43:09

"As autoridades estão só é mais preocupadas com os seus próprios ganhos e com suas seguranças pessoais e, mais ainda, cada vez mais procurando formas de aumentar a arrecadação para quê o salário deles não falte! "