PUBLICIDADE
NO CARANÃ
Crianças ficam feridas após caírem em poço
O Corpo de Bombeiros foi acionado e as crianças foram resgatadas e encaminhadas para o Hospital da Criança
Por Minervaldo Lopes
Em 09/06/2019 às 02:15
Os trabalhos dos Bombeiros duraram mais de uma hora com o resgate bem sucedido das crianças (Foto: Corpo de Bombeiros)

Três crianças com idades entre 4 e 9 anos ficaram feridas após caírem em um poço no quintal de casa enquanto brincavam. O caso ocorreu no fim da tarde de sábado, dia 8, em uma residência no bairro Caranã, zona oeste da Capital.

Segundo testemunhas, as crianças estavam brincando sobre a tampa de concreto do poço que fica localizado no quintal da residência quando a estrutura não resistiu e as três caíram dentro do buraco de dez metros. Os familiares informaram aos bombeiros militares que, mesmo sendo de concreto, a tampa não suportou o peso das três meninas.

De acordo com a assessoria do Corpo de Bombeiro, a equipe foi acionada por volta de 17h46 e três equipes, em um total de nove bombeiros de Salvamento, Resgate e Comando Operacional, foram designadas para socorrer as crianças.

"Os bombeiros utilizaram equipamentos específicos de salvamento em altura como aparelho de poço, cordas de salvamento e cadeirinhas para retirá-las do poço", ressaltou a equipe de comunicação, em nota.

Os trabalhos foram concluídos por volta das 18h57. As crianças receberam os primeiros atendimentos no local pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que as encaminhou ao Hospital da Criança Santo Antônio (HCSA) para atendimento especializado.

“A guarnição da ambulância de resgate e a equipe de salvamento realizaram os procedimentos iniciais para garantir um salvamento seguro. As crianças foram retiradas apenas com escoriações e, com apoio do SAV, do SAMU, foram conduzidas ao hospital”, informaram os bombeiros . 

O tenente Cláudio Coelho, do Corpo de Bombeiros, informou que as crianças estavam muito assustadas e a princípio o objetivo era acalmá-las para retirá-las com segurança.

“A operação foi um sucesso, e apesar de todas elas estarem aparentemente bem, a situação exigia muita técnica para não ocasionar um trauma ainda maior nas crianças. As três foram levadas ao Hospital para exames mais detalhados”, disse.

O oficial responsável pelo resgate das crianças, também destacou a importância do rápido tempo resposta para o sucesso da ocorrência. “Chegamos rapidamente após o acionamento pelo número 193. As guarnições trabalharam com agilidade e conseguimos resgatar as três sem maiores problemas”.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!