PUBLICIDADE
PARA VENDER O COBRE
Homem é preso com quase 380 metros de cabos telefônicos furtados
Por João Barros
Em 14/08/2019 às 00:10
O material furtado era tanto que encheu a carroceria da viatura da PM (Foto: Divulgação)

A prática de crimes de furto de cabos elétricos, cujo principal componente é o cobre, tornou-se rotineira em Boa Vista. No fim da tarde da segunda-feira, 12, por volta das 17h, um homem de 32 anos foi preso no bairro Nova Canaã em posse de 376 metros de cabos telefônicos que foram furtados nos últimos dias, dando um prejuízo considerável para a empresa responsável pelo fornecimento de internet banda larga e telefonia móvel.

Parte do material já estava queimado e pronto para a venda. No entanto, a maior parte ainda seria queimada, mas o indivíduo já tinha tirado a fiação de dentro da estrutura rígida. Para chegar ao suspeito, a Polícia Militar disse que foi acionada para atender a ocorrência e quando chegou ao endereço avistou populares correndo atrás de dois suspeitos. Depois de montar o cerco, um dos elementos conseguiu fugir. O comparsa não teve a mesma sorte e entrou desesperadamente na casa de um jovem, de 23 anos.

PUBLICIDADE

Para tentar se livrar da ação policial, o meliante tentou fazer o dono da casa de escudo, no entanto populares conseguiram entrar na residência e agrediram o sujeito, que só não foi morto porque a Polícia Militar interviu. Guarnições do 2° Batalhão deram apoio à equipe que iniciou a abordagem. Os populares foram retirados de dentro do imóvel e o portão foi fechado.

O suspeito foi levado até a casa onde havia escondido os fios e lá notaram que os cabos já estavam sem a borracha e o alumínio, restando apenas o cobre. Havia também uma grande quantidade de cabos sendo queimados em uma fogueira no endereço usado pelos criminosos. A queima é o processo final antes da venda do cobre.

Um representante da empresa contou para os policiais que registrou quatro Boletins de Ocorrência (BOs) relatando o furto dos cabos telefônicos na região onde o elemento foi preso. Os registros foram feitos no 4° DP, que é a Delegacia responsável pela área. Para surpresa da guarnição, enquanto recolhia os cabos da casa dos suspeitos encontraram mais material furtado no quintal da residência vizinha.

O único preso foi conduzido à Policlínica Cosme e Silva, no bairro Pintolândia, onde recebeu atendimento médico especializado por conta do ferimento no rosto e nos braços devido à tentativa de fuga e ao fato de ter sido espancado por populares. Após avaliação e liberação médica, foi levado para a Delegacia. A autoridade policial considerou os fatos e lavrou o Auto de Prisão em Flagrante (APF) contra o elemento que permaneceu detido numa das celas da Central de Flagrantes do 5° DP até a manhã de ontem, 13, quando foi encaminhado para audiência de custódia com a Justiça. (J.B)

***
Gostou?
3
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!