PUBLICIDADE
NO CONJUNTO CIDADÃO
Homem tem corte de 10 cm em briga com ex-mulher
A ex-companheira afirmou que o homem caiu em uma garrafa de vidro que ela mesmo quebrou
Por Folha Web
Em 18/03/2019 às 13:55
Vítima foi atendida pelo Samu (Foto: Aldênio Soares)

Um homem sofreu um ferimento grave depois de uma briga com a ex-mulher na noite de ontem, 17, na Rua CC-12, no bairro Conjunto Cidadão. O corte profundo de dez centímetros aconteceu na região acima do quadril, segundo a ex, após o indivíduo cair em cima de uma garrafa quebrada.

O caso ocorreu na casa onde a mulher vive com o atual companheiro. O relato é que o trio estava bebendo junto desde as 13h em comemoração ao aniversário do atual. Por volta das 21h, já exaltados pelo consumo de bebida alcoólica, o ex-marido e a mulher se desentenderam e iniciaram uma luta corporal. Ela assumiu que quebrou a garrafa para acertá-lo, mas alegou que a lesão foi acidental.

“Começamos a brigar na luta corporal, foi na hora que eu quebrei uma garrafa pra acertar ele e ele caiu por cima da garrafa perto da pia. Ele caiu e só sentiu que tinha cortado”, informou a mulher que preferiu não se identificar.

PUBLICIDADE

Ela negou que tenha sido a autora do corte e não deu mais informações sobre o envolvimento do atual na lesão, que não estava mais no local no momento em que o serviço de saúde chegou para prestar primeiros socorros.

“Ele não fala nada por que ele sabe que quem me mandou embora de casa foi ele. Ficava me humilhando, me oprimindo, me batendo direto. Pra poder ele me dar as coisas, eu tinha que ter relação com ele, pra poder me manter e meus filhos”, justificou a mulher.

Um vizinho, que também preferiu não se identificar, afirmou que escutou a confusão e correu para acudir o ferido. “Eu cheguei depois e só ajudei [o ex-marido] com os panos. Eu não sei do esposo dela”, acrescentou.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e prestou os primeiros socorros ao ferido. A Polícia Militar de Roraima (PMRR) também esteve no local para buscar informações sobre o caso. A mulher ficou no local à espera dos atendimentos e depois foi encaminhada para a Central de Flagrantes no 5º Distrito Policial (5º DP) para prestar esclarecimentos ao delegado plantonista.

***
Gostou?
0
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!