PUBLICIDADE
REGADA À BEBIDA ALCOÓLICA
Jovem é preso por promover festa com adolescentes em Rorainópolis
Por João Barros
Em 09/09/2019 às 00:15

Um jovem de 19 anos foi preso na madrugada desse domingo, 8, no município de Rorainópolis, região Sul do Estado, por promover festa regada a bebidas alcoólicas, cujo público-alvo eram menores. A abordagem ocorreu numa casa do bairro Andaraí, onde foram encontrados 16 adolescentes com idades entre 14 e 16 anos, sendo nove garotas. A prisão se deu às 3h da madrugada.

Quem denunciou o caso foram os vizinhos que estavam muito incomodados com som alto e algazarra no local, configurando o crime de perturbação do sossego alheio. O chamado se deu por meio do número 190, da Polícia Militar. Os militares foram até o endereço denunciado e encontraram os adolescentes com sintomas de embriaguez alcoólica, estando presentes outras pessoas adultas, dentre elas, o morador da casa e responsável pelo local no momento, C.F.A., de 19 anos. Ele alegou que estava fazendo uma festa de despedida com seus amigos.

Sobre a mesa também foram encontrados diversos copos cheios de vodka, garrafas de cervejas e outras bebidas. Os adolescentes admitiram que teriam ido à festa de despedida do amigo e que teriam feito uso de bebidas alcoólicas dentro do imóvel. O suspeito assumiu a propriedade da casa, a responsabilidade pela festa, o acesso dos adolescentes, o fornecimento e consumo de bebida alcoólica. 

PUBLICIDADE

Ele recebeu voz de prisão por infringir artigos do Estatuto da Criança e Adolescente e da Lei de Contravenções Penais, além de Corrupção de Menores, relativos à permissão ou facilitação de menores de 18 anos a bebidas alcoólicas. O jovem foi conduzido à Delegacia de Polícia de Rorainópolis com o material apreendido, onde foi flagranteado pelo Delegado Cid Guimarães, Titular daquela Unidade de Polícia.

Após a lavratura do Auto de Prisão em Flagrante (APF), ele ficou aguardando para ser apresentado à Justiça em audiência de custódia no Fórum da Comarca de Rorainópolis. O delegado Cid Guimarães reforçou que, em parceria com a Polícia Militar, estão sendo intensificados os trabalhos de identificação de casas e pontos onde ocorrem verdadeiras orgias sexuais envolvendo adolescentes e adultos, com uso de substâncias entorpecentes e bebidas alcoólicas. Os responsáveis legais serão encaminhados à Justiça para responderem quanto à negligência e descaso na guarda e proteção dos adolescentes envolvidos. (J.B)

***
Gostou?
0
0
spallatino disse: Em 10/09/2019 às 01:55:21

"Beber, ir pra farra pode, trabalhar não . Esse é o ECA. tstststs"