Justiça decreta prisão preventiva de Ednaldo por morte de Silvana - Folha de Boa Vista
FEMINICÍDIO
Justiça decreta prisão preventiva de Ednaldo por morte de Silvana
A operadora de caixa, Silvana Magalhães, chegou a ser socorrida no HGR, mas faleceu por traumatismo craniano
Por Vanessa Fernandes
Em 22/05/2020 às 18:00
O caso aconteceu na noite da última terça-feira (19) no terreno dividido pelo ex-casal no bairro Laura Moreira - Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

A Justiça de Roraima decretou nesta sexta-feira (22) a prisão preventiva do pedreiro Ednaldo Alves da Conceição, de 44 anos, pela morte da ex-esposa, a operadora de caixa Silvana Magalhães de Souza, que tinha 35 anos. Eles estavam separados há três anos, após uma década de relacionamento.

Silvana foi agredida possivelmente com um pedaço de pau e chegou a ser socorrida até o Hospital Geral de Roraima (HGR) na noite da terça-feira (19). Ela morreu poucas horas depois, na madrugada do dia seguinte, por traumatismo craniano. Ednaldo fugiu logo após o crime e foi preso em Iracema pela Polícia Militar na manhã da quinta-feira (21).

O filho do ex-casal, de apenas 10 anos de idade, assistiu ao início da discussão e das agressões. Em interrogatório, Ednaldo alegou que cometeu o crime porque foi tratado com "ignorância" pela ex-mulher.

De acordo com a Polícia Civil, existem registros na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) de denúncias antigas de Silvana contra o pedreiro. Apesar de separados, os dois moravam no mesmo terreno, no bairro Laura Moreira, mas em casas separadas. Ela chegou a solicitar uma medida protetiva de urgência em 28 de fevereiro, que foi concedida em março deste ano. Ednaldo foi afastado do endereço, mas retornou devido a pandemia do novo Coronavírus. Ele chegou a pedir a revogação da medida, mas a solicitação foi negada.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
1
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!