PUBLICIDADE
APÓS BUSCAS
PM prende “Olho de gato” e comparsas após sequências de roubos
Por João Barros
Em 11/06/2019 às 00:15
O indivíduo conhecido como “Olho de gato” já tinha sido liberado de audiência de custódia na sexta-feira, dia 7. Ele confessou os crimes, segundo a polícia (Foto: Divulgação)

Depois de muitas buscas, a Polícia Militar conseguiu localizar e prender, às 21h do domingo, dia 9, um indivíduo de 23 anos conhecido como “Olho de Gato” e mais dois comparsas. O grupo era responsável por uma série de roubos que aconteceram nos últimos dias na Capital. A Prisão de “Olho de gato” ocorreu na Avenida Ataíde Teive enquanto os parceiros de crime foram presos numa área de invasão do bairro Cidade Satélite.

A equipe da PM explicou que enquanto fazia patrulhamento de rotina pelas ruas do bairro Joquei Clube avistou um elemento com as mesmas características físicas do criminoso que estava sendo procurado pelo roubo de um celular naquele bairro. Ele transitava em uma moto Honda Fan, 125, cor vermelha, que tinha restrição de furto.

Ao ver que seria abordado pela polícia, o suspeito iniciou uma fuga, praticou direção perigosa cruzando vias movimentadas sem parar, ato conhecido como “roleta russa”, além de trafegar na contramão das vias. A equipe policial pediu apoio de outras viaturas e ao chegarem ao cruzamento da Rua Francisco Custódio de Andrade com Avenida Ataíde Teive, o elemento pegou a contramão da avenida em alta velocidade e colidiu em um bloco. Os blocos estão sinalizados e apontam que a referida avenida está em obra, na altura do bairro Tancredo Neves.

PUBLICIDADE

Depois de cair, “Olho de gato” se levantou e tentou fugir a pé, mas foi interceptado e contido pela guarnição. Ele tentou reagir. O criminoso confessou que tinha acabado de roubar um celular no Jóquei Clube, mas seu parceiro ficou com o produto do crime e a arma foi jogada durante o percurso da fuga. A PM refez o caminho do acompanhamento tático, mas não conseguiu encontrar a arma usada no assalto. Quanto aos roubos, o elemento disse que agia em parceria com um indivíduo que mora numa área de invasão do bairro Cidade Satélite. O local é conhecido como ponto de venda de drogas de uma facção.

“Olho de gato” ressaltou que uma moto Honda Biz, cor branca, que tinha sido roubada no sábado, dia 8, estava em posse do comparsa. Os policiais do 2° Batalhão foram autorizados a fazer diligências no bairro Cidade Satélite e quando chegaram ao endereço apontado pelo criminoso detido, viram dois elementos saindo de dentro de um mato por uma estrada de difícil acesso, em posse da moto Honda Biz.

A guarnição deu ordem de parada, mas não foi obedecida. Os dois elementos se desfizeram que algo que um deles segurava e o piloto jogou a moto para cima dos policiais que já tinham descido da viatura. O material jogado era uma arma caseira, no entanto outros materiais como documentos de vítimas, cartões de crédito e bolsas foram achados com a dupla. As buscas na tentativa de encontrar o comparsa não foram bem-sucedidas.

O trio foi levado para o Plantão Central da Polícia Civil, onde foi ouvido pela autoridade policial, mas apenas “Olho de gato” foi autuado em flagrante pela prática do crime de roubo. Segundo um policial, o sujeito tinha sido preso nos últimos dias, mas foi liberado após audiência de custódia realizada na sexta-feira, dia 7. “No dia 8, ele fez vários roubos e deu muito trabalho para as equipes do 2o Batalhão. Ele utilizava a Biz branca. Hoje determinei prioridade na prisão deste elemento e conseguimos êxito”, ressaltou o coronel Guimarães José Damasceno, comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC).

As motocicletas foram apreendidas e ficarão à disposição da Polícia Civil até o processo de restituição seja concluído. (J.B) 

***
Gostou?
1
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!