PUBLICIDADE
GOLPES DE FACA E MARTELO
Pedreiro é assassinado e corpo é enterrado em quintal
Por João Barros
Em 11/06/2019 às 00:30
O corpo foi envolvido em lençós e travesseiros antes de ser enterrado numa cova rasa (Foto: Aldenio Soares)

No começo da tarde desta segunda-feira, dia 10, mais um crime bárbaro foi desvendado em Boa Vista, mas dessa vez numa residência localizada na Rua Lua Nova, bairro Raiar do Sol. A vítima foi identificada como o pedreiro Antônio Carlos Santos de Souza, de 39 anos, que estava desaparecido desde o sábado, dia 8, quando os vizinhos deram por sua falta. O corpo foi encontrado nos fundos do quintal da casa, enterrado numa cova rasa, com diversas perfurações e ferimentos causados por martelo.

De acordo com as informações dos vizinhos, no sábado, havia uma movimentação intensa no imóvel, ocasião em que a vítima bebia com alguns indivíduos suspeitos. Depois de certa hora houve uma aquietação na residência e a vizinhança acreditou que a vítima havia dormido juntamente com as pessoas que estavam no local.

Como Antônio Carlos era considerado ativo, sempre era visto pelos vizinhos chegando e saindo para o trabalho. Devido ao desaparecimento, familiares foram ao endereço por volta das 12h30 e viram sangue nas paredes e em cima da cama, mas não sabiam do paradeiro da vítima. A Polícia Militar foi acionada e fez uma vistoria no local, confirmando que todos os indícios eram de uma ocorrência de crime. 

PUBLICIDADE

Um dos componentes da guarnição fez buscas pelo quintal e viu um monte de areia revirado, com uma enxada, um cavelete e um carro de mão por cima. O policial escavou e encontrou o cadáver. A área foi isolada até a chegada da Perícia Criminal e de agentes da Delegacia Geral de Homicídios (DGH).

Enquanto os agentes coletavam informações a fim de chegar à autoria do crime, a perícia fazia uma análise do corpo e da cena do crime. Os peritos concluíram que a vítima foi esfaqueada na região do pescoço, enquanto na cabeça foram encontradas marcas de golpes de martelo. Além disso, braços e pernas estavam amarrados e o cadáver envolvido em lençóis e travesseiros.

A vítima morava sozinha, mas sempre recebia amigos na casa. Familiares suspeitam que os autores sejam pessoas que visitaram o imóvel, mas não apontaram ninguém. A motocicleta Honda Titan, cor preta, de Antônio Carlos foi roubada, assim como dois televisores, aparelho de som, central de ar e roupas. Ao fim do procedimento técnico-pericial, o cadáver foi removido pelo rabecão do Instituto de Medicina Legal (IML).

O corpo foi submetido a exame a fim de que as causas da morte sejam concluídas e formalizadas em laudo e, em seguida, liberado aos familiares para realização de funeral e sepultamento. A principal hipótese é de que o crime tenha sido motivado pela intenção de roubar, sendo caracterizado como latrocínio (roubo seguido de morte).

Até o fim da tarde de ontem, ninguém foi preso como suspeito do crime. As investigações devem prosseguir para que o homicídio com requintes de crueldade seja elucidado. (J.B) 

***
Gostou?
0
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!