PUBLICIDADE
CASO DE POLÍCIA
Polícia prende acusados de furto com ‘máscara da morte'
A Polícia Civil suspeita que a máscara tenha sido usada em roubos
Por Folha Web
Em 06/05/2019 às 15:31
Os acusados confessaram que os produtos do roubo estavam escondidos em um casebre de madeira (Foto; Divulgação)

Três pessoas foram presas e um adolescente apreendido pela Polícia Civil nessa segunda-feira (06). Eles são suspeitos de terem furtado uma residência no bairro Centenário. O crime aconteceu na última quinta-feira, dia 02, e as vítimas registraram ocorrência no 2º Distrito Policial. Segundo a Polícia, vários objetos furtados da casa das vítimas foram apreendidos.

De acordo com o diretor do DPJC (Departamento de Polícia Judiciária da Capital), Adriano Santos, os agentes do GRI estiveram na casa das vítimas e depois efetuaram várias diligências no bairro, quando localizaram um adolescente de 17 anos em atitude suspeita.

“Durantes as buscas pessoais foi apreendido em poder do adolescente uma pequena caixa de som que foi reconhecido como sendo furtado da residência. A partir daí o adolescente, que confessou o crime, levou os policiais até a casa dos outros envolvidos” explicou.

 Na casa do adolescente foram apreendidos perfumes, produtos de higiene, maquiagem, bijuterias e lençóis de cama, pertencentes às vítimas. Além de duas espadas samurai e uma máscara “da morte”. Há a suspeita de quem possam ter sido usadas em roubos.

Foram presos também em flagrante, R. S. T., de 18 anos e J. R. A. L., de 20 anos e M. S. da S., de 19 anos.

Os acusados confessaram que os produtos do roubo estavam escondidos em um casebre de madeira, no bairro São Bento.

Em diligências no local indicado, os policiais apreenderam uma cafeteira, um aparelho de DVD, uma sanduicheira, um liquidificador, um modelador de cabelo, um ferro de passar. Todos pertencentes às vítimas.

Os infratores foram encaminhados ao 1º DP, onde foram autuados em flagrante pelo delegado Emerson Freire por crime de furto qualificado e formação de quadrilha. Os três adultos foram encaminhados à Audiência de Custódia e tiveram suas prisões em flagrante, convertidas em prisão preventiva.

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!