PUBLICIDADE
NO ASA BRANCA
Populares agridem imigrante suspeito de furtar bicicleta
Por João Barros
Em 26/06/2019 às 00:15
O suspeito foi preso e conduzido à Central de Flagrantes do 5° DP (Foto: Divulgação)

Passava das 18h da segunda-feira, 24, quando populares flagraram um indivíduo furtando a bicicleta de uma criança de 9 anos que tinha acabado de entrar em um supermercado localizado na rua Manoel Felipe, bairro Asa Branca. Ele foi seguido e agredido até a chegada da Polícia Militar.

A PM destacou que foi necessário intervir para que o homem não fosse morto e mesmo assim já estava cheio de hematomas espalhados pelo rosto, braços e pernas. Em conversa com uma testemunha, a equipe descobriu que o homem aguardou a entrada da vítima no supermercado, pegou a bicicleta e iniciou a fuga, mas foi visto por um homem que o seguiu e gritou pedindo ajuda para pegar o suspeito.

Depois de cercado por muitas pessoas, o suposto ladrão dizia que tinha família e pedia desculpas enquanto levava socos e pontapés. A criança contou para os policiais que tinha ido ao supermercado a pedido de sua família para comprar pão e que mora nas proximidades do local do furto. 

PUBLICIDADE

O imigrante foi algemado e retirado do local, sendo conduzido à Central de Flagrantes do 5° DP, onde foi ouvido, e diante das provas, a autoridade policial lavrou o Auto de Prisão em Flagrante (APF), por furto, e enviou o homem para audiência de custódia com a justiça. A bicicleta da vítima foi restituída. (J.B)

***
Gostou?
2
0
Davyd disse: Em 26/06/2019 às 08:41:26

"O povo venezuelano ainda não entenderam que a situação esta uma bomba relógio para eles, se continuarem a praticarem esses atos errados irá explodir a qualquer momento. O povo não esta perdoando."

Josy disse: Em 26/06/2019 às 04:06:02

"Isso já faz parte da vida cotidiana dos roraimenses! Assaltos!! Incrível mesmo, é os pais de uma criança com nove anos, permitir que ele saia sozinho de casa; ainda mais de bicicleta! Será que esses pais não vêem jornais? Ou ainda não se deram conta no que se transformou o nosso estado? Vigiai irmãos, vigiai e oraí! E Oremos muito mesmo para que tudo melhore! Porque a normalidade de antes dificilmente conseguiremos de volta... Fato!"