PUBLICIDADE
ALUNO DE 11 ANOS
Professor é preso após menino denunciá-lo na escola
Por João Barros
Em 13/06/2019 às 00:10
O homem foi preso por agentes do NPCA e conduzido ao Sistema Prisional (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu na manhã dessa quarta-feira, dia 12, o professor de artes marciais, C.P. da C.N., de 32 anos, em cumprimento de mandado de prisão preventiva, por ser suspeito de ter estuprado um aluno de 11 anos. O homem foi localizado pelos policiais em sua residência, no bairro Operário, pelos agentes do Setor de Operações do NPCA (Núcleo de Proteção a Criança e ao Adolescente), coordenados da delegada Jaira Farias.

Conforme a delegada que presidiu as investigações, o caso veio à tona após o garoto assistir uma palestra sobre violência sexual contra crianças e adolescentes na escola em que estuda. A vítima procurou uma funcionária da Unidade de Ensino e relatou o abuso sexual que estava sofrendo.

“Durante a palestra o garoto entendeu que estava sendo vítima de abuso, saiu da sala e ficou chorando no corredor. Ao vê-lo, uma funcionária da escola indagou sobre o que estava acontecendo e ele relatou que estava sofrendo abuso por parte de um professor”, disse a delegada Jaira Farias.

A escola chamou o Conselho Tutelar que, por sua vez, acionou o NPCA. “De imediato nós iniciamos as investigações e constatamos que a criança frequentava a casa do abusador, muitas vezes dormindo lá, com ele. Com base no relato da criança, nós conseguimos pedir a prisão preventiva”, informou a delegada.

O caso continua sendo investigado, conforme Jaira Farias. Ela considerou que outras crianças e adolescentes podem ter sido vítimas do professor. “Durante a oitiva da vítima, ela nos relatou que outros meninos também frequentavam a casa do professor e podem ter sido vítimas de abuso. Assim, nós vamos atrás destas crianças para confirmar se foram ou não vítimas de abusos”, afirmou a delegada. 

Após os procedimentos legais no NPCA, o sujeito foi encaminhado ao Sistema Prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. Para finalizar, a delegada Jaira Farias fez um alerta aos pais sobre os cuidados que devem ter em relação à segurança de seus filhos.

“Os pais têm uma grande responsabilidade com os cuidados dos filhos. Precisam saber onde e com quem os filhos estão. Acompanhá-los na escola, saber quem são seus amigos, conversar com seus filhos para que eles tenham confiança e segurança em dizer o que acontece com eles quando os pais não estão presentes. Pais, por favor, evitem deixar seus filhos dormir em casa de terceiros, redobrem a proteção, pois os traumas que sofrem em virtude de abusos sexuais podem abalá-los por toda a sua vida. Isso é muito sério”, enfatizou a delegada.

Qualquer pessoa pode contribuir na elucidação das investigações de violência contra crianças. Quem quiser denunciar, deve procurar o NPCA, na Rua Lindolfo Bernardo Coutinho, nº 1451 - Tancredo Neves. Além disso, a pessoa pode fazer uma ligação para o Disque Denúncia pelo número 181. A identidade dos denunciantes será mantida em sigilo. (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!