PUBLICIDADE
CRIMINALIDADE URBANA
Suspeitos de executar adolescente a mando de facção são presos
Laura Rosa Macedo Marinho, de 17 anos, teria sido executada por que se relacionou com membro de organização rival
Por Minervaldo Lopes
Em 20/08/2019 às 08:39
Todos os suspeitos foram encaminhados para a sede da Central de Flagrantes do 5º DP (Foto: Aldenio Soares)

Uma ação integrada do Setor de Inteligência da Polícia Militar (PM) com Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), realizada ontem, dia 19, resultou na condução de seis pessoas, entre elas quatro mulheres, por homicídio praticado contra uma adolescente de 17 anos. A morte teria sido encomendada por uma facção criminosa.

De acordo com apuração realizada pela FolhaWeb, a vítima dos criminosos seria Laura Rosa Macedo Marinho. Ela teria sido morta em razão de um relacionamento que teve com um integrante de grupo rival. A execução dela ocorreu por volta das 15 horas do mesmo dia, no entanto, o desenrolar do crime teria sido iniciado ainda na noite de domingo, 18.

Segundo o Boletim de Ocorrência (B.O) do caso, a irmã da adolescente estava com ela no momento em que houve o julgamento. Ela revelou a vítima foi convidada por um rapaz conhecido como "Gaiato", para um lanche e ela acabou indo junto. Ambos estavam se relacionando, mas mal sabia Laura que tudo não passava de um plano para assassiná-la.

PUBLICIDADE

Na ocasião, as jovens estavam na companhia de "Gaiato" e de outro elemento chamado de "Netinho". Eles estavam em uma festa em um clube situado no bairro Mecejana quando foram convocados para realizar uma ação criminosa conhecida como "Tribunal do Crime". Elas foram levadas para uma casa localizada na rua Cícero Correa de Melo Filho, bairro Caranã, e por lá foram julgadas. Laura acabou condenada, e quanto a irmã foi liberada.

Após a sentença, um veículo Corolla bege conduzido por Joel Conceição Souza Júnior, o "Negão do Corolla", foi até o local para fazer o transporte da vítima para outro local e dentro dele estavam outras mulheres identificadas como "Cinderela", "Periculosa" e "Duquesa". Teriam sido nelas as executoras da adolescente, que teve o corpo desovado na área de interesse social conhecida como bairro João de Barro.

Após tomar conhecimento do caso, as equipes policiais saíram a campo e foram até a casa onde ocorreu o julgamento. Por lá encontraram uma jovem deu a localização dos envolvidos. A primeira a ser localizada foi "Cinderela", que estava em um apartamento do Bloco Araçá, Conjunto Vila Jardim, bairro Cidade Satélite.

Também no Vila Jardim foi localizado o carro usando no crime e a mulher conhecida como "Duquesa", que indicou o apartamento onde possivelmente morava seu namorado, o "Negão do Corolla". Após fazer contato e sem obter resposta, as equipes invadiram o local, sendo recebidos a tiros por ele e outro rapaz, identificado como Davi Pereira Andrade, o "Davizinho". Os dois acabaram sendo alvejados na troca de tiros.

Ainda segundo segundo as informações da Polícia, os indivíduos ainda chegaram a ser encaminhados para o Hospital Geral de Roraima (HGR), mas acabaram morrendo antes de darem entrada na unidade. No local onde houve a troca de tiros, os policiais recolheram uma revólver calibre 38 e uma pistola 765 com numeração raspada.

Também foram encontrados três estojos de munição, uma balança de precisão e R$ 174,00, além de um invólucro grande de cocaína e dois de maconha. Todo o material e os suspeitos foram levados para a Central de Flagrantes do 5º Distrito Policial (5º DP). A polícia trabalha agora para encontrar o corpo da vítima, que ainda não foi encontrado.

Foto: Aldenio Soares
Foto: Aldenio Soares
Foto: Aldenio Soares
Foto: Aldenio Soares
***
Gostou?
45
1
SINCERÃO disse: Em 20/08/2019 às 14:29:27

"Ótimo trabalho da polícia, parabéns :D"

Davyd disse: Em 20/08/2019 às 10:21:50

"Quando a gente pensa que já viu tudo em termos de crueldade do ser humano, aparece mais uma dessas. "

Josy disse: Em 20/08/2019 às 09:25:45

"Quanta covardia! Um horror de gente para dá cabo de uma única pessoa. Que mané tribunal do crime? As autoridades ja deixaram esses meliantes tomar suas forças! Deus tenha piedade de nós..."