PUBLICIDADE
CENTRO-OESTE DO ESTADO
Venezuelana alvejada no garimpo do Uraricoera morre no HGR
Por João Barros
Em 22/08/2019 às 00:10
Minerva estava no garimpo há alguns meses (Foto: João Barros)

Na tarde dessa terça-feira, 20, uma mulher de origem venezuelana, identificada como Minerva Yasneiri Paredes Gómez, de 28 anos, deu entrada no Hospital Geral de Roraima (HGR) alvejada por arma de fogo. O que mais chamou atenção é que o caso não tinha sido comunicado sequer à Polícia. O tiro que acertou o abdômen acabou matando a vítima pouco tempo depois de receber os primeiros atendimentos na Unidade de Saúde.

Minerva estava na região de garimpo do Rio Uraricoera, a Centro-Oeste do estado, no município de Alto Alegre, quando foi ferida e precisou ser socorrida com urgência, inclusive um helicóptero foi usado para ela chegasse à Capital ainda com vida. Mas, apesar dos esforços da equipe médica, não resistiu aos ferimentos. A morte foi causada por hemorragia.

PUBLICIDADE

O esposo da vítima foi quem liberou o corpo e disse que será sepultado em Puerto Ordaz, onde a família de Minerva vive. O homem também contou que a esposa estava há alguns meses no garimpo e era acostumada fazer o percurso entre Boa Vista e o local onde foi atingida pelo tiro. Ninguém foi apontado como autor do crime até o momento. O caso possivelmente será investigado pela Delegacia de Alto Alegre. (J.B)

***
Gostou?
1
1
Roraima disse: Em 22/08/2019 às 09:37:07

"É isso ai o que trás garimpo clandestino, prostituição, drogas, assassinatos e doenças."