PUBLICIDADE
PERIGO EM DUAS RODAS
Dois morrem em acidente de trânsito com motocicletas
Por João Barros
Em 27/05/2019 às 00:20
O acidente com o Francisco dos Santos Leal aconteceu na BR-174, Mucajaí, e o acidente com Paulo Santos foi na comunidade do Pium (Foto: Divulgação)

A atenção dos condutores de motocicletas precisa ser redobrada, considerando as probabilidades de serem vítimas de acidente de trânsito. Na sexta-feira, dia 24, dois homens morreram em consequência de ocorrências desta natureza. O primeiro caso causou a morte de Francisco dos Santos Leal, de 46 anos, que no quilômetro 441 da BR-174, município de Mucajaí, bateu com sua moto na traseira de uma carrocinha carregada de madeira que estava sendo levada por outra motocicleta. A ocorrência se deu por volta das 20h40 da sexta-feira, dia 24. Francisco era dono de uma autoescola.

Quem deu o primeiro suporte à vítima foi a PM, mas informou que a instituição responsável pelo caso foi a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Um dos policiais relatou que a vítima foi levada ao Hospital praticamente morta. “Tentei fazer a reanimação com massagem cardíaca, mas não tivemos êxito. A Perícia e o relatório foram feitos pela PRF. A gente prestou apoio”, explicou a militar.

A reportagem da Folha entrou em contato com a PRF e fomos informados que a principal hipótese é de que houve uma deficiência ou não acionamento do sistema de iluminação/sinalização do veículo envolvido no acidente, de modo que o piloto da moto bateu na traseira da carrocinha que não tinha registro nem qualquer iluminação de dispositivo refletivo e com uma carga de madeira.

Um outro veículo que vinha atrás da moto de Francisco também colidiu na motocicleta dele, tornando a situação ainda mais delicada. A carga de madeira derramou no momento da colisão. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local da ocorrência para fazer os primeiros socorros aos demais envolvidos, considerando que a vítima fatal já não estava no lugar dos fatos.

A morte do proprietário de Autoescola foi informada pela equipe médica do Hospital de Mucajaí e o corpo da vítima foi levado a Boa Vista pelo rabecão do IML. No sábado, dia 25, o corpo foi liberado à família para funeral. Muitas pessoas foram se despedir de Francisco, que era conhecido pelo carisma ao lidar com os amigos. O sepultamento ocorreu na manhã de domingo, dia 26. A morte, segundo o laudo emitido pelo IML, foi politraumatismo.

OUTRO CASO – A segunda vítima foi identificada como Paulo Santos de Almeida, de 49 anos, e o caso aconteceu na Comunidade Indígena do Pium, região do Taiano, município de Alto Alegre. 

Policiais militares, que atuam na região, informaram que o irmão da vítima foi quem comunicou o fato, explicando que ele colidiu a moto em que estava numa árvore, depois de bater numa outra motocicleta. Com o forte impacto, Paulo morreu na hora.

Já o envolvido no acidente deixou o local dos fatos e foi procurar atendimento médico na Comunidade da Barata, por meios próprios, não retornando ao ponto do acidente. A guarnição foi ao lugar onde o corpo estava, constatou a veracidade dos fatos e isolou a área até a chegada da perícia e do rabecão do Instituto de Medicina Legal (IML).

Ao fim dos trabalhos técnicos, o corpo foi removido à Boa Vista. Na manhã do sábado, após o exame cadavérico, foi liberado à família para a realização de funeral e sepultamento. Conforme a cópia do laudo médico, entregue aos familiares, Paulo morreu por causa do politraumatismo sofrido. O envolvido deve ser ouvido pela Polícia Civil, a fim de prestar esclarecimentos. (J.B)

Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!