"Orçamento secreto" de Bolsonaro tem emendas de deputado de Roraima - Folha de Boa Vista
SUPERFATURAMENTO
"Orçamento secreto" de Bolsonaro tem emendas de deputado de Roraima
O relato é que o sistema tinha como objetivo aumentar a base de apoio ao presidente no Congresso Nacional
Por Folha Web
Em 10/05/2021 às 14:00
Presidente Bolsonaro teria tentado conseguir maior apoio no Congresso Nacional (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Um suposto esquema de ‘orçamento paralelo’ do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no valor de aproximadamente R$ 3 bilhões, teria comprado tratores e equipamentos agrícolas superfaturados. O relato é que o sistema tinha como objetivo aumentar a base de apoio ao presidente no Congresso Nacional. Um deputado de Roraima teve seu nome ligado ao esquema.

Conforme informações em O Estado de S. Paulo, o presidente teria montado, no final de 2020, um orçamento secreto e paralelo no valor de R$ 3 bilhões em emendas. Boa parte do dinheiro era destinada à compra de tratores e equipamentos agrícolas por preços até 259% acima da referência.

O Estadão teve acesso a um conjunto de 101 ofícios, encaminhados por deputados e senadores ao Ministério do Desenvolvimento Regional, apontando como eles preferiam utilizar os recursos. Os ofícios supostamente indicam que o esquema passa por cima das leis orçamentárias, pois é atribuição dos ministros definir onde e como aplicar os recursos. Além disso, prejudica o controle do Tribunal de Contas da União (TCU).

PARLAMENTARES CITADOS – Dentre os parlamentares citados, estão senadores e deputados do Amapá, Rondônia, Roraima, Amazonas e do Distrito Federal. O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), ex-presidente do Senado, teria determinado a aplicação de R$ 277 milhões de verbas públicas só do Ministério do Desenvolvimento Regional.

Ele necessitaria de 34 anos no Senado para conseguir indicar esse valor por intermédio da emenda parlamentar individual, que garante a cada parlamentar direcionar R$ 8 milhões ao ano.

Outro caso é o do deputado Lúcio Mosquini (MDB-RO). O relato é que o governo pagou R$ 359 mil em um trator que, pelas regras normais, liberaria apenas R$ 100 mil dos cofres públicos. No total, o deputado direcionou R$ 8 milhões. A deputada e atual ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda (PL-DF), também teria definido o destino de R$ 5 milhões.

RORAIMA – No caso de Roraima, o nome citado é do deputado federal Ottaci (Solidariedade), junto do deputado Bosco Saraiva (Solidariedade), do Amazonas. O relato é que os parlamentares encaminharam milhões para aquisição de máquinas agrícolas para uma cidade distante dois mil quilômetros de seus redutos eleitorais.

“Eles direcionaram R$ 4 milhões para Padre Bernardo, em Goiás. Caso a tabela do governo fosse considerada, a compra sairia por R$ 2,8 milhões”, diz a reportagem. 

Sobre o caso, a Assessoria de Comunicação do deputado informou que não é emenda, mas trata-se de uma indicação de bancada, portanto não é uma indicação individual do deputado Ottaci Nascimento (SD). Ressaltou também que indicações como essas são feitas pelos demais partidos, "como exemplo os partidos de esquerda PCdoB, PDT e PT, que teve indicação do deputado Humberto Costa de R$ 12 milhões contemplada", conforme ofício divulgado em rede social do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

“Subscrevi essa indicação no ano passado. Vale destacar que atendo esses legítimos pleitos, pois sempre recebo apoio quando preciso levantar recursos para Roraima”, esclarece o deputado Ottaci Nascimento. "É importante frisar que se trata apenas de um pedido, não tendo qualquer garantia de atendimento por parte do Governo Federal", completou.

Com informações do Estadão

Leia mais: LOCKDOWN - Bolsonaro poderá emitir decreto contra ações de prefeitos e governadores

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
3
26
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!