Apoiadores convocam população para ato pró-Bolsonaro - Folha de Boa Vista
7 DE SETEMBRO
Apoiadores convocam população para ato pró-Bolsonaro
Evento ocorrerá na Praça do Centro Cívico, nesta terça-feira, 07, a partir de 9h
Por Folha Web
Em 06/09/2021 às 06:00
Deilson Bolsonaro e Pedro Nardes deram detalhes sobre o movimento (Foto: Reprodução/Facebook)

Os organizadores do ato de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, agendado para esta terça-feira, 07 (feriado nacional em comemoração a Independência do Brasil), informaram que o evento em Roraima será uma manifestação e não um protesto. Será realizada uma carreata a partir das 9h. A concentração será na Praça do Centro Cívico.

A informação foi repassada durante entrevista ao programa Agenda da Semana, da Rádio Folha 100.3 FM, neste domingo, 05.

Conforme Deilson Bolsonaro, o evento será pacífico. “Não estaremos protestando. Não pediremos a saída de ninguém. A principal pauta é a nossa liberdade, nosso direito de expressão. A segunda pauta é a adoção do voto impresso com contagem pública. Então, convido a população para ir a Praça do Centro Cívico, às 9 horas da manhã de terça-feira, dia 7. Teremos uma carreata, uma equipe já está preparando tudo”, completou.

Pedro Nardes, que também integra a organização nacional do movimento, acredita que o evento em Roraima possa reunir até 30 mil pessoas. “A política mudou e o povo acordou. Esse movimento não é apenas em defesa do Bolsonaro, é em defesa do Brasil. O país precisa de liberdade. Onde já se viu uma pessoa ser presa por se expressar. Dia 7 de setembro vai ser a nova independência do Brasil”, salientou ao mencionar a expectativa de público.

De acordo com Deilson Bolsonaro, a população está insatisfeita com a atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Congresso Nacional, que agem em conformidade com interesses próprios. Ele citou a recente decisão do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que rejeitou o pedido de impeachment contra o ministro Alexandre de Moraes, apresentado pelo presidente da República.

“O que estimulou o povo ir às ruas foram as atrocidades cometidas pelo STF e pelo Congresso Nacional. Prender pessoas por se expressarem, como vem ocorrendo, é inconstitucional. O saneamento das instituições que pedimos é retirar quem está lá para fazer o certo e não está fazendo”, explicou. Deilson e Pedro lembraram que Jair Bolsonaro foi eleito com 57 milhões de votos e conta com o apoio dessa parcela da população para conduzir o Brasil. 

Apoio

Em Boa Vista, a organização vai disponibilizar ônibus em cinco pontos: em frente ao shopping do bairro Caçari, na praça Augusto Germano Sampaio (bairro Pintolândia) e nas praças dos bairros Cidade Satélite, Nova Cidade, e Cruviana. Os veículos estarão identificados com a bandeira do Brasil, no período de 8h às 17h.

Nardes destacou que o evento é patrocinado pelos próprios apoiadores, que custearam, por exemplo, bandeiras e camisas personalizadas com o rosto do presidente Jair Bolsonaro. “Não tem nenhum político patrocinando ou envolvido no nosso movimento”, afirmou.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
32
81
Cadastrar-me Enviar Comentário
Luiz Junior disse: Em 17/09/2021 às 15:25:50

"Força presidente e população brasileira. Desemburrar um povo após anos de tolices enfiadas pela "mídia" e pela politica petista leva tempo"

SANTOS disse: Em 10/09/2021 às 10:20:01

"Parece que esses apoiadores não estão sentido no bolso o desgoverno desse presidente. O cara não tem plano de governo, o que se ver é somente plano de poder. "

Daniel Felipe Neto disse: Em 06/09/2021 às 11:55:32

"Na cabeça dessas pessoas se vc estiver insatisfeito com o STF, o remédio é invadir e tirar os ministros à força. Na Venezuela começou assim. "

rnuj disse: Em 06/09/2021 às 09:49:26

"Não como capim "