Bolsonaro afirma retirar apoio se governo exigir vacina para pagamento - Folha de Boa Vista
COVID-19
Bolsonaro afirma retirar apoio se governo exigir vacina para pagamento
O Governo informou que a pessoa que gravou o vídeo não é servidor público, e sim um pretenso candidato de um partido de oposição
Por Folha Web
Em 13/09/2021 às 13:00
A declaração foi dada durante encontro com eleitores no Palácio da Alvorada (Foto: Reprodução)

Um vídeo divulgado em uma rede social mostra um morador de Roraima conversando com o presidente Jair Bolsonaro durante o habitual encontro que ocorre em frente ao Palácio da Alvorada com eleitores.

No vídeo, o homem que se identifica como servidor público relata ao presidente que o governador de Roraima estaria obrigando os servidores a se vacinarem. “Ele não irá pagar o meu salário", diz ele.

Em seguida, Jair Bolsonaro diz que se caso isso ocorra o governador perderá o seu apoio.

Em nota, o Governo de Roraima informou que a pessoa que gravou o vídeo não é servidor público, e sim um pretenso candidato de um partido de oposição ao governo que busca desestabilizar o relacionamento entre o governo estadual e federal. (Confira a nota na íntegra ao fim da matéria)

Em Roraima, um decreto assinado pelo Governador Antonio Denarium considera decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), de que autoridades poderão adotar medidas de vacinação compulsória, e afeta servidores elegíveis nos grupos de vacinação estabelecidos que desempenham funções na administração direta, autarquias e fundações.

Para o cumprimento do decreto, os servidores do Poder Executivo devem apresentar na sua unidade de lotação, cópia da Carteira de Vacinação destinada à anotação de doses do imunizante contra a Covid19, como forma de promover a atualização cadastral e de o governo fazer o acompanhamento da imunização dos servidores

A não apresentação do documento implicará em irregularidade da situação cadastral do servidor, o que poderá acarretar o corte da frequência ou a suspensão do pagamento.

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA

O Governo de Roraima informa que o governador Antonio Denarium reitera seu apoio incondicional ao presidente Jair Bolsonaro, por tudo que ele tem feito de bom para o Brasil.

Esclarece que a pessoa que gravou o vídeo não é servidor público, é um pretenso candidato de um partido de oposição ao governo que busca desestabilizar o relacionamento entre o governo estadual e federal.

Informa que a vacinação da população em Roraima tem sido conduzida de forma criteriosa pelo governo do estado, que sempre trabalhou para imunizar a população e com isso dar sua parcela de contribuição na luta contra essa pandemia que já matou mais de 1500 roraimenses nos últimos dois anos.

A vacina salva vidas e o intuito do governo de Roraima é colaborar de forma efetiva para imunizar os roraimenses.

VEJA VÍDEO:

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
29
11
Cadastrar-me Enviar Comentário
Arcanjo34 disse: Em 13/09/2021 às 15:54:10

"Sim, independente de ser ou não funcionário estadual, o cidadão de RR do referido vídeo, que não é o caso, o caso é que o governo está praticamente obrigando o funcionário estadual a se vacinar. E como foi citado na reportagem da folha, a vacina "salva" vidas, mas, também tem seus efeitos colaterais e prejudiciais a mesma, em estudos já confirmados. Então, cabe a cada um(cidadão) ter o direito de receber ou não a vacina contra o covid-19, e que também o mesmo(cidadão) seja responsável por seus atos e atenda aos protocolos de cuidados em relação ao vírus, assim evitando o contagio."