Comissão debate a suspensão de linha de transmissão de energia entre Manaus e Boa Vista - Folha de Boa Vista
ENERGIA
Comissão debate a suspensão de linha de transmissão de energia entre Manaus e Boa Vista
A suspensão da obra ocorreu porque parte dela abrange 123 quilômetros da Terra Indígena Waimiri Atroari
Por Folha Web
Em 20/04/2015 às 19:19

A Comissão de Minas e Energia promove audiência pública nesta quinta-feira (23) para debater a suspensão da implantação da linha de transmissão de energia entre Manaus (AM) e Boa Vista (RR), o que impede que Roraima esteja ligada ao Sistema Interligado Nacional de Energia.

Segundo o autor do pedido de realização da audiência, deputado Edio Lopes (PMDB-RR), Roraima depende da energia comprada e fornecida pela Venezuela, país que enfrenta uma grande crise econômica, social e política.

A suspensão da obra ocorreu porque parte dela abrange 123 quilômetros da Terra Indígena Waimiri Atroari, situada entre os estados do Amazonas e Roraima.

O Ministério Público Federal constatou que a trajetória da linha de transmissão foi definida sem consulta prévia ao povo indígena e sem a realização de estudos técnicos no local. O traçado também prevê intervenções próximas ao local habitado pelo povo indígena isolado Pirititi, em área de 43 mil hectares situada no município de Rorainópolis.

Foram convidados a participar do debate:

§  o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Ildo Grudtner;

§  o diretor de Planejamento e Engenharia da Eletronorte, Adhemar Palocci;

§  o gerente do Programa Waimiri-Atroari, Marcelo de Sousa Cavalcante;

§  o coordenador técnico do Programa Waimiri-Atroari, José Porfírio Fontenele de Carvalho; o presidente da Funai, Flávio Chiarelli de Azevedo;

§  o diretor substituto da Diretoria de Licenciamento do Ibama, Thomaz Toledo;

§  o procurador da República Fernando Merloto Soave; e

§  um representante da Aneel.

 

A audiência será às 9h30, no plenário 14


Fonte: Agência Câmara Notícias

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
0
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!