Coronel vai assumir lugar de general na Fazenda - Folha de Boa Vista
PRIMEIRO ESCALÃO
Coronel vai assumir lugar de general na Fazenda
Troca de comando ainda não tem data definida. Chefe da Casa Civil diz que objetivo é dar continuidade à redução de gastos
Por Cyneida Correia
Em 16/02/2019 às 00:45
Secretário apresentou o coronel Marco Antônio Alves como o seu sucessor na Sefaz e se despediu da equipe presente no evento (Foto: Divulgação)

Um coronel do Exército vai assumir o comando da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) após a saída do general Eduardo Pazuello. A notícia foi dada na manhã de sexta-feira, 15, durante um almoço do militar com integrantes da equipe direta da Sefaz.

O secretário apresentou o coronel Marco Antônio Alves como o seu sucessor na Sefaz e se despediu da equipe presente no evento. Após ser empossado, Alves será o segundo militar a participar do governo Denarium.

Bacharel em Ciências Militares com mestrado em Operações Militares e pós-graduação em Planejamento Estratégico Organizacional e Licitações e Contratos pela Fundação Getúlio Vargas, Alves já exerceu funções em vários batalhões do País. Entre as principais, estão a de chefe do Centro de Operações de Suprimento do Batalhão de Campo Grande e Fortaleza, respectivamente; coordenador da Operação Pipa no semiárido Nordestino nos Estados do Ceará e Piauí; subcomandante do 1° Batalhão Logístico de Selva em Boa Vista; e comandante do Depósito de Suprimento em Belém, no Pará.

O general Eduardo Pazuello, que deixará a pasta, assumiu a Secretaria da Fazenda em dezembro de 2018, durante a intervenção federal no Estado. Ele foi indicado pelo então presidente, Michel Temer.

Em entrevista para a Folha, o chefe da Casa Civil, Disney Mesquita, disse que o governador agradeceu o apoio do general Pazuello e toda sua equipe.

“Fizeram um trabalho muito importante para Roraima e como forma de dar continuidade à mesma linha de trabalho com redução de gastos, controle e responsabilidade com recursos públicos, é que agora estamos nomeando o coronel Alves para esse trabalho junto à Fazenda. Por outro lado, o coronel Gondim tem um papel de articulador junto ao governo federal para articular e promover a captação de recursos e o estreitamente da política com o governo federal”, disse Mesquita.

OUTRA MUDANÇA – Nesta mesma semana, Antonio Denarium empossou outro militar no governo. O nomeado é o coronel de infantaria José Eduardo Gondim Filho, que será secretário-adjunto da Representação do governo de Roraima em Brasília.

Ele atuava como coordenador-geral de Segurança de Instalações, do gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, coordenado pelo general de Exército Augusto Heleno. No currículo do novo secretário adjunto, consta que ele foi responsável pela formação moral, física e intelectual dos futuros oficiais do Exército e, em duas oportunidades, foi assessor de Segurança da Casa Militar  da Presidência da República.

Também chefiou equipes de segurança pessoal e foi responsável pela coordenação da segurança do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em inúmeros eventos no País e no exterior, durante quase cinco anos. Foi instrutor em diversos cursos de preparação de agentes para a segurança presidencial e para os palácios e residências oficiais da Presidência e da Vice-Presidência da República. Ele atuou ainda no Comando Militar do Nordeste, além de ter participado de missões no Haiti e no Egito.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
8
2
Cadastrar-me Enviar Comentário
Bekem disse: Em 16/02/2019 às 07:04:43

"Esse governo está perdido."