PUBLICIDADE
EM HOSPITAIS
Deputado denuncia que empresas recebem sem prestar serviço
Renato Silva (PRB) solicitou, por meio de indicação, que o Governo cancele com urgência o contrato firmado com as terceirizadas
Por Folha Web
Em 22/05/2019 às 20:00
Denúncia foi feita durante a sessão ordinária de quarta-feira, 22, na Assembleia Legislativa (Foto: Erick Perdiz)

As denúncias de servidores do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth (HMINSN), de que duas empresas terceirizadas estariam deixando de prestar os serviços nas unidades de saúde da Capital e do interior, mesmo recebendo o pagamento, fizeram com que o deputado estadual Renato Silva (PRB) protocolasse na Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR) a indicação nº 352/19 solicitando que o Governo do Estado faça o imediato cancelamento dos contratos com as empresas.

Conforme o parlamentar, as empresas estariam passando mais de seis meses sem prestar os serviços nos hospitais, alegando que não recebem o pagamento. “O Estado com urgência tem que tomar atitude, pois não prestam serviço, mas tiram as notas e recebem como se tivessem feito o serviço por completo”, afirmou.

Uma das empresas foi contratada para a prestação de serviço de manutenção nos equipamentos hospitalares nas unidades de saúde da Capital, já a outra foi contratada para a realizar os mesmos serviços, que deveriam ser feitos nas unidades de saúde do interior.

Renato Silva informou que, juntamente com os deputados Neto Loureiro e Ione Pedroso (SD) fizeram uma diligência até a Maternidade de Roraima, onde a diretora da unidade, Adriana Casseli de Abreu, alegou que as empresas citadas não chegam a prestar nem 10% do serviço contratado. “Ela nos relatou que nem a manutenções das máquinas de lavar roupa dos hospitais são feitas. Esse é um serviço essencial para a unidade, e foi contrato pelas empresas, mas o serviço não é prestado”, disse.

O parlamentar afirmou que, caso sua indicação não seja atendida pelo Executivo, irá ingressar com uma medida judicial cobrando a responsabilidade dos contratantes. “Estou sempre acompanhando os trabalhos da Secretaria de Saúde, busco informações e tenho que respeitar o prazo para que cheguem até mim. Essa indicação é o resultado da investigação que começamos lá atrás, mostrando os erros dos contratos. Vou levar essa indicação em mãos ao secretário de Saúde, Élcio Franco, e para o chefe da Casa Civil do Governo, Disney Mesquita, para depois não dizerem que não sabiam”, frisou.

Este é um Conteúdo Patrocinado e não expressa as ideias nem opiniões da Folha de Boa Vista. A responsabilidade é integralmente do patrocinador

Davyd disse: Em 23/05/2019 às 16:09:54

"A cada dia se descobre mais e mais coisas, como podemos de esperança de dias melhores se ha pessoas que só querem tirar vantagem encima das outras. Enquanto isso a população morrendo nos corredores dos hospitais, sem remédio, sem um leito decente para ficar. Vergonha."

Damiao disse: Em 23/05/2019 às 15:06:04

"Esses dep. Falam cada coisa, será que eles pensam que o povo não sabe disso. E agora o que eles vão fazer? R: Nada como sempre"

Samuel disse: Em 22/05/2019 às 21:35:46

"Calma.. calma, vai melhorar."