Ex-secretário afirma que o impediram de fazer o certo na gestão da Sesau - Folha de Boa Vista
SAÚDE ESTADUAL
Ex-secretário afirma que o impediram de fazer o certo na gestão da Sesau
Por Paola Carvalho
Em 05/03/2020 às 01:36
Garcês foi anunciado como novo titular da pasta em janeiro de 2020 e foi exonerado em fevereiro do mesmo ano, passando cerca de 40 dias à frente da gestão da Sesau (Foto: Diane Sampaio/FolhaBV)
#SEMTEMPO? Confira o resumo da matéria

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades na área da saúde estadual irá à Brasília para ouvir o depoimento do ex-secretário Allan Garcês e do adjunto Rodrigo Santana, sobre o período à frente da pasta. Em entrevista à Folha, Garcês informou que o impediram de fazer o certo na Sesau

O ex-titular da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) Allan Garcês, se pronunciou sobre o depoimento que deve conceder à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), que investiga possíveis irregularidades na área. Na ocasião, o médico revelou que ‘situações’ contribuíram para ‘o certo’ não acontecer na pasta.

A informação foi repassada por Garcês em entrevista exclusiva à Folha nesta quarta-feira, 04. Garcês explicou que pretende falar o que realmente acontece na Secretaria de Saúde e do Governo de Roraima durante a oitiva da CPI, que deve ocorrer em breve em Brasília.

“Quando cheguei em Roraima fui destinado a fazer o certo. Existem situações que não permitiram e fui impedido de fazer com que o certo viesse a acontecer. Isso a gente vai falar no depoimento”, afirmou.

O médico informou ainda que já foi contactado pelo deputado Coronel Chagas (PRTB) e que já há duas datas em estudo para a realização da oitiva da CPI, em Brasília. O médico disse ainda que a equipe que atuou na Sesau estará disponível para todas as perguntas e que uma das suas exigências é que a reunião da Comissão seja transmitida ao vivo para a população em Roraima. “Que venham preparados para ouvir somente a verdade. O povo clama pela verdade e por justiça. Estou pronto”, complementou ainda o ex-titular da Sesau.

Garcês veio para o Estado a convite do governador Antonio Denarium (sem partido) depois de executar seu serviço à frente do Ministério da Saúde, desde a época da transição da gestão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O médico foi anunciado como novo titular da pasta em janeiro de 2020 e foi exonerado em fevereiro do mesmo ano, passando cerca de 40 dias à frente da gestão da Sesau.

CPI DA SAÚDE - A Comissão Parlamentar de Inquérito da Saúde foi instalada pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Roraima em setembro de 2019. Desde então, foram realizadas diversas diligências em Unidades de Saúde, oitivas com ex-servidores e ex-secretários e análise de cópias de contratos.
Na última reunião da CPI, os parlamentares decidiram pela oitiva dos ex-secretários da Saúde Allan Garcês e do adjunto, Rodrigo Santana. Por questões de segurança, segundo o presidente da Comissão, a reunião será em Brasília (DF) onde o ex-titular reside.

“Eles se colocaram à disposição, mas preferiram ser ouvidos em Brasília”, reforçou o deputado Coronel Chagas. A data e hora da reunião da comissão ainda não foi anunciada pelos parlamentares.

A CPI da Saúde é composta pelos deputados Coronel Chagas (PRTB), Jorge Everton (MDB), Lenir Rodrigues (Cidadania), Evangelista Siqueira (PT), Soldado Sampaio (PCdoB), Nilton Sindpol (Patriota) e Renato Silva (Republicanos).

OUTRO LADO - A Folha entrou em contato com o governador Antonio Denarium sobre a entrevista com ex-secretário, para saber se o gestor queria se pronunciar sobre o assunto. Porém, não obteve retorno até o fechamento da matéria. (P.C.)

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
38
3
Cadastrar-me Enviar Comentário
THIAGO CASTRO disse: Em 05/03/2020 às 13:39:30

"CHEGA A SER UMA PIADA ESSA CPI , ALGUEM AINDA DUVIDA QUE ACABARÁ EM UMA GRANDE PIZZA ? ASSIM COMO TODAS AS CPIS QUE FORAM CRIADAS PELOS NOBRES DEPUTADOS E NÃO DERAM EM NADA , CPI DAS MULTAS ABUSIVAS , CPI DA ENERGIA , MUITO ALARDE MAS QUE JÁ CAIRAM NO NEBULOSO ESQUECIMENTO"

GLEISON OLIVEIRA DO NASCIMENTO disse: Em 05/03/2020 às 11:37:49

"Tomara que aconteça, só assim o ministério público federal tomar providências com o nosso dinheiro destinado à saúde."

Manuel disse: Em 05/03/2020 às 09:20:38

"Ai esta o problema de colocarem médicos para atuarem com Administradores. Para administrar a formação é de Administração.... Cálculos e organização administrativa. Por exemplo para se fazer uma cirurgia x = soma de material de assepsia anestesia medicamentos horas trabalhadas de médicos e enfermeiros, material de limpeza etc. Quantas cirurgias foram feitas num mês z = 35. Logo x / z teríamos todos os custos como preço médio balizando assim as previsões e os desvios eventualmente praticados. Um médico não tem a visão administrativa a visão dele é a cura e salvar e vidas... Gente tem pessoal da saúde usando esparadrapo em reforma de parede de sua casa. Que os vizinhos que lhe são caros não sabem o que é uma farmácia a muito tempo. Ai junta os desvios a péssima administração de médicos, mais atendimentos de imigrantes ai não tem fada madrinha que resolva isto nunca."