Novo recurso de Jalser deve ser julgado no STF nesta sexta-feira  - Folha de Boa Vista
ALE-RR
Novo recurso de Jalser deve ser julgado no STF nesta sexta-feira 
Deputado ainda tenta reverter decisão do ministro Alexandre de Moraes, que o afastou da presidência da Assembleia Legislativa
Por Folha Web
Em 16/09/2021 às 18:00
Jalser Renier deixou a presidência da ALE-RR no início deste ano (Foto: Nilzete Franco)

Um novo recurso do deputado estadual Jalser Renier (Solidariedade) está com julgamento marcado no Supremo Tribunal Federal (STF), a partir desta sexta-feira, 17. O deputado ainda tenta reverter decisão do ministro Alexandre de Moraes, que o afastou da presidência da Assembleia Legislativa em janeiro deste ano.

A reeleição da Mesa Diretora encabeçada por Renier foi barrada depois que o ministro do STF Alexandre de Moraes determinou que nenhum membro fosse reconduzido ao mesmo cargo para o biênio de 2021-2022. Após a saída do então presidente, uma nova gestão foi eleita no dia 28 de janeiro deste ano.  

O julgamento deste recurso foi marcado em junho, mas foi suspenso em seguida. O ministro Gilmar Mendes pediu vista dos autos. 

No último dia 8 de setembro, o processo foi incluído novamente na lista de julgamento, agendado para 17 e 24 de setembro. 

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
8
36
Cadastrar-me Enviar Comentário
Manuel disse: Em 17/09/2021 às 12:57:18

"Se fosse voltado para a ética, a dignidade, a onestidade, o carater... Nossa este cara iria ajudar tanto a Roraima e ao Brasil e o mundo. Uma pena, ele e os ministros se merecem."

Rildo Lopes disse: Em 16/09/2021 às 23:53:20

"So o fato desse cidadão querer tanto essa presidente, mostra só a abertura da corrupção."