PUBLICIDADE
ELEIÇÕES 2020
Parlamentares não confirmam pré-candidatura para Prefeitura
Eventualidade foi apontada pela prefeita Teresa Surita (MDB) após contingenciamento de emendas dispositivas destinadas à gestão da Capital
Por Paola Carvalho
Em 13/06/2019 às 01:42
Embora não confirme pré-candidatura, Shéridan afirma que população clama por mudança (Foto: Diane Sampaio/FolhaBV)

Diferente do que afirmou a prefeita Teresa Surita (MDB) em recente coletiva sobre contingenciamento de emendas impositivas, dois dos parlamentares prováveis a disputar um cargo nas eleições municipais não confirmaram a pré-candidatura. 

Um dos nomes levantados como provável pré-candidata é da deputada federal Shéridan de Oliveira (PSDB). Embora não confirme a viabilidade de uma disputa, a parlamentar informou que a possibilidade de se candidatar ao cargo de prefeita nas próximas eleições é legítima, porém ainda tem como foco seu mandato na Câmara dos Deputados.

“A população clama por renovação no quadro político, pois já estão cansados dos mesmos discursos e mesma atuação. Porém, é muito cedo para tratar do assunto. Minha prioridade é cumprir minha agenda de trabalho como parlamentar em Brasília, assim como no Estado, exercer meu papel de bem representar o povo de Roraima, acompanhando e fiscalizando, disposta a apoiar e ajudar nas causas de interesse do povo e do Estado, como um todo”, completou.

PUBLICIDADE

A parlamentar aproveitou ainda para tratar de algumas das declarações feitas durante a coletiva de imprensa que abordou o contingenciamento das emendas impositivas, alegando que a redução atende a critérios estabelecidos pelo Governo Federal. Entre as justificativas para optar pelo desenvolvimento urbano está o fato de ter ocorrido investimento com o mesmo fim no ano anterior, além de atender prioritariamente áreas que precisam de atenção urgente, como saúde e educação. 

“É lamentável a postura da gestão, visto seu intuito claro em manipular a opinião pública com distorção dos fatos, pois no orçamento de 2018, a Bancada de Roraima destinou a emenda n. 71240002 no valor de R$ 62 milhões para que o município investisse em obras de melhoria urbana, ou seja, atendendo ao mesmo objetivo da emenda de 2019, no valor de R$ 30 milhões, que foi contingenciada”, ressaltou Shéridan.

Além disso, a parlamentar relembrou que o recurso da emenda de 2018 não foi utilizado em sua totalidade. “Enfatizamos ainda que não se trata de um corte, o contingenciamento é medida que poderá ser revertida com a possibilidade de ser direcionada como outra emenda a ser aplicada na cidade”, complementou a deputada.


Haroldo Cathedral desconversa sobre eventual candidatura

Parlamentar afirma que prioridade atual é fazer um bom mandato na Câmara Federal (Foto: Ascom Haroldo Cathedral)

Outro nome também visto como possível pré-candidato para disputar uma vaga na Prefeitura de Boa Vista, o deputado federal Haroldo Cathedral (PSD-RR) desconversou sobre a chance de se aventurar nas próximas eleições.

Haroldo afirmou que sua prioridade atual é fazer um bom mandato na Câmara Federal e contribuir para o desenvolvimento social, econômico e político do estado de Roraima. “No atual momento, a preocupação é conduzir meu mandato de deputado federal, com uma agenda propositiva para as questões necessárias e emergenciais de Roraima. Assumi o compromisso de atuar no Parlamento Federal para ajudar o estado a sair dessa grave crise econômica e é por esta pauta que tenho concentrado todos os esforços”.

Assim como Shéridan, o deputado também afirmou que ainda é muito prematuro pensar em uma possível pré-candidatura à prefeitura de Boa Vista, já que implicaria em uma grande mudança do projeto político já delineado. 

“A política não pode ser pensada a partir de desejos pessoais, ela deve ser construída através da vontade da maioria e alicerçada nos anseios da sociedade. Portanto, como político, estarei sempre aberto a novos desafios e à disposição para trabalhar em consonância com as necessidades da nossa população”, ressaltou.

Por fim, com relação à decisão coletiva da Bancada Federal de Roraima, o parlamentar ressaltou que suas decisões “são fundamentadas no bem comum e nos interesses da coletividade e reitera que sua conduta jamais serviria a propósitos eleitoreiros”.

ENTENDA O CASO – Na última semana, a prefeita Teresa Surita convocou coletiva de imprensa para tratar sobre a emenda impositiva de R$ 30 milhões, prevista para atender a Prefeitura de Boa Vista (PMBV) no próximo ano, que foi zerada por decisão da bancada parlamentar federal.

Na ocasião, a prefeita afirmou que a medida tem cunho político e vislumbra as próximas eleições citando inclusive que alguns dos parlamentares que assinaram o ofício com o contingenciamento devem se lançar candidatos ou apoiar algum nome para a Prefeitura de Boa Vista. Para Teresa, houve uma necessidade de “comportamento político de atrapalhar a gestão”, informou Teresa na época. (P.C.)

***
Gostou?
3
16
CidadaoAtento disse: Em 15/06/2019 às 11:44:16

"momento ruim. "

Carlos evandro pereira de menezes disse: Em 13/06/2019 às 17:34:09

"Serão dias ruins na prefeitura de Boa Vista, pois não vejo nenhum candidato que se mostre preocupado com o desenvolvimento do nosso município. "