Relatório final da CPI da Saúde pede o indiciamento de 62 pessoas - Folha de Boa Vista
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
Relatório final da CPI da Saúde pede o indiciamento de 62 pessoas
Documento, segundo relator, será apresentado em 3 de dezembro
Por Folha Web
Em 23/11/2021 às 13:29
A Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa de Roraima foi instalada em setembro de 2019 (Foto: Ascom parlamentar)

O relatório final da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Saúde da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) está pronto, conforme anunciou o relator deputado Jorge Everton (sem partido) na sessão desta terça-feira (23). O material será apresentado aos integrantes da comissão em 3 de dezembro, a partir das 9h, no Plenário Noêmia Bastos Amazonas.  

O documento, segundo Jorge Everton, tem mais de 400 páginas e pede o indiciamento de 62 pessoas. Para resguardar o sigilo, não foi entregue cópia do relatório para os demais parlamentares com o intuito de evitar vazamento de informações. “Todos os processos analisados, mais de seis mil páginas de volume, e esses indiciamentos serão apresentados aos membros da CPI e aí daremos seguimento para trazer ao plenário o relatório final”, explicou.  

O relator agradeceu a confiança dos membros da CPI da Saúde. “Algumas pessoas questionaram a demora, mas tivemos uma pandemia, passamos por dificuldades com reuniões, membros da comissão adoeceram de covid-19, intimados também, e até chegamos a duvidar do tanto que apresentaram atestados médicos”, disse.  

Ainda segundo o parlamentar, o trabalho da comissão evitou que mais de R$ 80 milhões fossem desviados dos cofres públicos. “Dinheiro esse que salvou vidas. Não será a CPI que vai resolver os problemas de gestão, mas vamos apontar os erros”, complementou.  

O presidente da CPI, deputado Coronel Chagas (PRTB), ressaltou o volume dos trabalhos dos parlamentares entre reuniões, diligências, mais de 90 oitivas e análises de 44 processos nos mais de dois anos de investigações.  

 CPI - A Comissão Parlamentar de Inquérito da Assembleia Legislativa de Roraima foi instalada em setembro de 2019 para apurar possíveis irregularidades de contratos firmados com a Sesau (Secretaria Estadual de Saúde) a partir de 2015 e de outros emergenciais celebrados no período da pandemia do novo coronavírus.  

São integrantes da CPI da Saúde os deputados: Coronel Chagas – presidente, Nilton Sindpol (Patri) – vice-presidente, Jorge Everton – relator, Renato Silva (Pros), Lenir Rodrigues (Cidadania), Eder Lourinho (PTC) e Evangelista Siqueira (PT).  

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
0
4
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!