SAÚDE
Paciente denuncia que não consegue marcar consulta com oftalmologista
De acordo com o denunciante, mesmo passando pelo posto de saúde e levando encaminhamento do médico, o agendamento com o especialista foi negado
Por Raisa Carvalho
Em 10/05/2018 às 15:29

O técnico de enfermagem Deyrmysson Santos procurou a FolhaWeb para denunciar que não consegue marcar uma consulta com oftalmologista, no Estado. Segundo ele, já houve tentativas para marcar com o especialista tanto no hospital Coronel Mota, quanto na própria Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

Deyrmysson ressaltou que fez o procedimento correto que os pacientes precisam adotar para ir em busca de uma consulta com um especialista. “Fiz a consulta na unidade básica de saúde do São Pedro. A médica me encaminhou para o oftalmologista, mas tentei marcar tanto no hospital Coronel como direto na Sesau e tive a solicitação recusada”, contou.

Ele lembra que ainda tentou argumentar para o atendente que estava com encaminhamento de um posto de saúde do município. No entanto, a única resposta que recebeu foi que lá não aceitavam a requisição.

“A pessoa só olhou e disse que não aceitava, somente isso. Eu questionei antes se tinha vaga para oftalmologista e o atendente me disse que sim, mas na hora de marcar, não aceitou. Isso é um absurdo! O sistema de saúde é único e integrado, eles não podem negar atendimento. E segui o que determina o SUS: fui ao atendimento básico, de lá fui encaminhado para um especialista e foi justamente o que fiz, mas até agora não consegui”, questionou.

Diante da primeira recusa no Coronel Mota, ele contou que procurou a Sesau porque sabe que existem convênios do governo do estado com clínicas particulares e por isso tentou agendar diretamente pela Secretaria. Mesmo assim, não conseguiu o agendamento.

“Pela Sesau, fazemos por clínicas especializadas. Pela prefeitura demora muito. Mas independente disso, não pode negar o atendimento”, reforçou.

SESAU
Sobre o questionamento do técnico de enfermagem, a assessoria de imprensa da Sesau enviou nota explicando todo o procedimento que existe para a marcação de especialistas pelas unidades do Estado.

Conforme a nota, depois que o paciente é consultado no posto de saúde (Unidade Básica de Saúde), onde o clínico geral avalia o caso e define se há a necessidade de encaminhar para a consulta com especialista, o próprio “posto de saúde é responsável por solicitar o agendamento”.

“Não é necessário o paciente se dirigir até a Clínica Especializada Coronel Mota. A clínica agenda a consulta solicitada e dá o retorno ao posto de saúde, que é responsável por comunicar a população sobre a data marcada”, completou.

A Sesau afirmou ainda que “no Coronel Mota, as consultas obedecem a um Sistema de Classificação de Risco, e os atendimentos são priorizados conforme o grau de complexidade e não mais por ordem cronológica”.

“Caso o paciente enfrente dificuldades, pode procurar o Núcleo de Apoio ao Paciente, no Coronel Mota, onde servidores estão à disposição para esclarecer as dúvidas sobre o agendamento de consultas e exames”, concluiu a assessoria de imprensa.

***
Gostou?
0
0
Jean disse: Em 10/05/2018 às 17:22:24

"infelizmente NÃO estao dando retorno nos mapas de oftalmologista. JA FAZ UM ANO NO AGUARDO, que tipo de classificação de risco è ESS?"