Petrobras anuncia redução nos preços do gás de cozinha - Folha de Boa Vista
ECONOMIA
Petrobras anuncia redução nos preços do gás de cozinha
Reajuste entra em vigor nesta quarta-feira, 5
Por Folha Web
Em 05/07/2017 às 10:00
(Foto: Pesquisa por imagem)

A Petrobras informou hoje em nota que de acordo com a política de preços divulgada no dia 7 de junho de 2017, reajustou os preços do gás liquefeito de petróleo para uso residencial, envasado pelas distribuidoras em botijões de até 13 kg (GLP P-13), o gás de cozinha, em -4,5%, em média.

"Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores".

O ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a companhia estima que o preço do botijão de GLP P-13 pode ser reduzido, em média, em 1,5% ou cerca de R$ 0,88 por botijão, isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos.

O último reajuste ocorreu em 8 de junho de 2017 e a alteração atual não se aplica ao GLP destinado a uso industrial/comercial.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
12
2
Cadastrar-me Enviar Comentário
Paulo Pereira de Carvalho disse: Em 05/07/2017 às 12:40:22

"Já vi essa história em outros carnavais, quando a então presidente Dilma, candidata à reeleição, anunciou redução na tarifa de energia, que durou até sua posse. Depois os reajustes vieram dobrados. Agora é a vez do agonizante Michel Temer."

MARIO DE BRITO LIMA disse: Em 05/07/2017 às 12:09:40

"Vantagem diminuir só 88 centavos, diminui logo 10 ou 20 reais."