PUBLICIDADE
REDE PÚBLICA
Polícia Civil quer identificar autores de crimes em escolas
Meta é saber quais escolas vêm enfrentando problemas na área da segurança pública e, assim, fortalecer as investigações policiais
Por Folha Web
Em 22/01/2019 às 00:15
Planejamento de segurança vai abranger tanto escolas da rede pública estadual quanto municipal, em todo o Estado (Foto: Samuel Brandão/Divulgação)

Para tratar sobre segurança nas escolas, tanto municipais quanto estaduais, e as medidas a serem adotadas para coibir furtos e roubos, garantindo assim mais proteção aos alunos e a servidores, a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e a Polícia Civil se reuniram ontem, 21, para traçar um planejamento.

De acordo com o secretário de Segurança, Márcio Amorim, é de extrema importância traçar uma ação para identificar autores dos crimes diversos praticados em escolas públicas tanto em Boa Vista quanto nos demais municípios.

“Essa é uma primeira reunião em que estamos ouvindo os principais problemas enfrentados pelas escolas municipais e as estaduais. A partir daí, vamos montar um plano de trabalho para atender as escolas, visando à proteção dos alunos e, claro, dos servidores”, destacou Amorim.

PUBLICIDADE

O delegado-geral, Herbert Cardoso, destacou a importância de ouvir as demandas da área educacional, no que tange às questões de segurança pública, para, a partir desse primeiro contato, fortalecer as investigações a fim de esclarecer crimes que vêm acontecendo nas escolas públicas.

“Para a reunião, trouxemos nossos diretores para que eles, com as equipes policiais, identifiquem as escolas mais vulneráveis, para que possamos, assim, realizar o trabalho e atender esse público”, disse Cardoso.

A reunião aconteceu na sede da Delegacia Geral de Polícia. Participaram do encontro o secretário-adjunto de Educação do Estado, Aerton Dias, a secretária municipal de Educação, Keila Tomé, o diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (DPJC), Adriano Severino Santos, o diretor do Departamento de Polícia Especializada (DPE), Renê de Almeida, e o titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Administração Pública (DRCAP), Clayton Ellwanger.

***
Gostou?
4
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!