CRISE FINANCEIRA
Policiais civis vão receber dia 10, promete secretário
Por Paola Carvalho
Em 06/12/2018 às 00:40
Informação foi dada por secretário durante audiência pública realizada na ALE nesta terça-feira, 4 (Foto: Nilzete Franco/Folha BV)

O secretário extraordinário do Gabinete Institucional, Marcelo Lopes, declarou que os policiais civis de Roraima vão receber o salário atrasado na próxima semana. A categoria está com as atividades suspensas desde ontem, 5, por 72 horas, em razão da falta de pagamento e por melhores condições de trabalho.

A informação foi dada pelo secretário durante audiência pública realizada na Assembleia Legislativa na terça-feira, 4, no momento em que defendia o Governo do Estado. “Quem administra a Fazenda Estadual é o Judiciário por que a quantidade de bloqueios é maior que a quantidade de recurso”, informou na ocasião.

Lopes explicou que com a proximidade do dia 10 de dezembro há a expectativa de que alguns servidores sejam pagos. Frisou que há uma disputa inclusive entre os sindicatos, de quem conseguiria bloqueios para suas categorias, algo também planejado pelos poderes. “A Polícia Civil conseguiu registrar um bloqueio nas contas do Governo. E com todo respeito à Polícia Civil, nem a polícia militar, nem o servidor administrativo, nenhum é menor do que o outro”, afirmou. “Mas agora no dia 10 a Polícia Civil vai receber o seu salário em detrimento das outras categorias que não conseguiram junto do Judiciário bloquear da mesma maneira”, completou.

Marcelo Lopes disse ainda que não havia uma forma justa de se efetuar os pagamentos dos servidores sem o recurso para efetivar o pagamento e frisou que a proposta de utilização de recursos do Instituto de Previdência de Roraima (Iper) era a única fórmula “que se tem a garantia que vá funcionar”.

Sindpol não acredita em pagamento dia 10

Para o presidente da Sindipol, Leandro Almeida, mandado de segurança é favorável à categoria, mas não há fundos na conta do Governo para cumprimento da decisão (Foto: Nilzete Franco/Folha BV)

A previsão de pagamento dos salários para o próximo dia 10 não foi recebida com credibilidade pela categoria. De acordo com Leandro Almeida, presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Roraima (Sindpol-RR), o discurso do secretário é o mesmo desde setembro.

O representante informou que a categoria realmente tem um mandado de segurança, com decisão favorável, mas que nunca há saldo suficiente nas contas do Governo para cumprimento da decisão. Segundo o sindicalista, isso acontece devido à ocorrência de diversas decisões no mesmo sentido, dentre elas as que dizem respeito ao duodécimo e repasses de impostos aos municípios.

“A nossa decisão não tem prioridade sobre qualquer outra”, disse Almeida. “Não houve bloqueio por conta do mandado de segurança impetrado pelo Sindpol, tampouco há como garantir que haverá no próximo dia 10”, afirmou. (P.C.)

Polícia Civil
Iniciada na manhã desta quarta-feira, 5, a paralisação de 72 horas da Polícia Civil.
Polícia Civil
A paralisação chama a atenção, pelo drama vivenciado pelos profissionais da segurança pública que estão há dois meses sem salários.
Polícia Civil
Reunindo vários servidores na sede do 5º Distrito Policial (5º DP), situado no Distrito Industrial, o ato pretende garantir pelo menos o pagamento de um mês de salários.
Polícia Civil
O presidente do Sindpol destacou que o movimento é pacífico e ordeiro, e que a adesão de profissionais é de 95%.
Polícia Civil
Leandro Almeida, lamenta que a situação de ingerência administrativa tenha chegado ao ponto de fazer com a categoria tomasse a decisão de parar as atividades.
Polícia Civil
Os profissionais e seus familiares já não estão mais suportando a humilhação de terem negado o que lhes são de direito.
***
Gostou?
5
1
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!