Por decisão da Marinha, Roraima não terá procissão fluvial de São Pedro - Folha de Boa Vista
FALTA DE SEGURANÇA
Por decisão da Marinha, Roraima não terá procissão fluvial de São Pedro
Esta será a primeira vez, em 50 anos, que a imagem do santo protetor não sairá em procissão pelas águas do Rio Branco
Por Folha Web
Em 23/06/2017 às 01:22
Programação dos festejos em homenagem a São Pedro começa neste fim de semana (Foto: Wenderson de Jesus)

A tradicional procissão fluvial em comemoração ao Dia de São Pedro, que ocorre em todo dia 29 de junho, não será realizada em Boa Vista este ano por exigências da Marinha do Brasil. Esta será a primeira vez, em 50 anos de Comunidade São Pedro, que a imagem do santo protetor dos pescadores não irá passar pelas águas do Rio Branco. O restante da programação vai acontecer normalmente.

Segundo o tesoureiro da comunidade de São Pedro, Hugo Marcelo, as exigências impostas pela Marinha estão relacionadas às embarcações utilizadas na procissão. Após uma reunião com donos de barcos, a instituição passou a exigir dos responsáveis a carteira fluvial fornecida pela própria Marinha. A medida visa tornar a celebração mais segura durante o trajeto fluvial.

Conforme Marcelo, também foi exigido pela instituição que as embarcações tivessem o dobro de coletes salva-vidas a partir da capacidade de passageiros. No entanto, o tesoureiro destacou que as embarcações cedidas à comunidade não atendem às determinações impostas. “É uma questão de segurança com o número suficiente de coletes, mas essas embarcações locais não comportam”, disse.

No dia do evento religioso, às 17h, será realizada a procissão terrestre e, às 18h, haverá uma missa na comunidade no bairro São Pedro, zona leste.

PROGRAMAÇÃO – A programação iniciará neste sábado, 24, e encerrará no dia 29, dia do santo. Neste fim de semana, dias 24 e 25, será realizado um curso de Pais de Padrinhos e Batizados. Na segunda-feira, 26, será celebrado o 1º dia do Tríduo de São Pedro. Durante três dias, orações e celebrações religiosas em devoção ao santo serão realizadas pela comunidade.

No encerramento da programação, no dia 29, será realizada a Alvorada (queima de fogos e café da manhã), com a procissão terrestre saindo da Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro do mesmo nome, na zona norte, em direção à Igreja São Pedro, onde haverá uma missa e o arraial da comunidade. (A.G.G)

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
4
4
Cadastrar-me Enviar Comentário
Martins Silva disse: Em 23/06/2017 às 08:58:42

"Poxa gente, uns emprezários bem que poderiam doar um pouco do que possuem para aquisição desses coletes. Existem muitos roraimenses habilitados com as carteiras fluviais. Que pena!"

Fernando disse: Em 23/06/2017 às 14:43:58

"Tens razão Martins. A segurança das pessoas está em primeiro lugar e as autoridades estão fazendo a sua parte com o intuito de evitar uma possível tragédia futura. Mas os fiéis, principalmente os mais abastados, deveriam mostrar a sua devoção e fé, colocar na hora que precisa isso à mostra, provando que realmente são verdadeiros fiéis."