ISOLADOS
Prefeitura de Uiramutã decreta situação de emergência
As chuvas do último final de semana causaram o rompimento de um dos bueiros que se encontra na RR-171, uma das principais vias de acesso à Uiramutã
Por Folha Web
Em 05/05/2016 às 14:05
Um efetivo de 15 militares foi enviado para o município ontem para construir um acesso de estrutura metálica (Foto: Divulgação/6BEC)

Foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) de terça-feira (3), a decretação de situação de emergência pela Prefeitura Municipal de Uiramutã. De acordo com o documento, o motivo para a medida foi o aumento das chuvas dos últimos dias que acabou deixando o município praticamente isolado depois que um bueiro se rompeu, no sábado (30) passado na RR-171.

A situação de emergência foi decretada pelo prazo de 180 dias. Ao justificar a determição, o prefeito do município, Eliésio Cavalcante, explica que o aumento das chuvas elevou os níveis dos rios Cotingo, Cambarú, Ticoça, Maracanã, causando a destruição de várias partes e bueiros na RR-171, “obstruindo a única via de acesso do Município a capital do Estado, Boa Vista, deixando totalmente isolado o Município interrompendo a locomoção de pessoas, a remoção terrestre de pacientes e o abastecimento de alimentos, medicamentos e outros”.

Outro argumento destacado pelo prefeito é o risco que o comércio local passa de ficar desabastecido de produtos alimentícios, por exemplo, como também o risco de deixar a cidade no escuro, uma vez que a “Usina Termoelétrica de Energia encontra-se em racionamento por falta de continuidade do abastecimento de Combustível”.

O prefeito ressalta ainda que o fato de existir apenas “uma única via de acesso ao município, a falta de pavimentação nessa estrada, o grande número de vicinais e pontes de madeira, falta de macro drenagem na via de drenagem na via de aterramento primário, relevo montanhoso” facilitam a “formação de avalanches e estarmos no início do período chuvoso”.

Por fim, argumenta que o isolamento do município tem como consequências “danos humanos, materiais, ambientais e prejuízos econômicos e sociais”. Todas as autoridades públicas foram comunicadas da situação de emergência como a Defesa Civil, o Ministério Público, Assembleia Legislativa, Governo Federal e Tribunal de Contas, entre outros.

 

Exército enviou militares para construção de 'pista molhada' no município

Ontem (4) pela manhã, o 6º Batalhão de Engenharia de Construção (BEC) encaminhou um efetivo de 15 homens, máquinas e uma estrutura metálica para ser montada no local onde houve o rompimento de um bueiro no município de Uiramutã.

Segundo o 6º BEC, será construído um desvio e uma passagem molhada – uma espécie de ponte metálica, sobre o córrego Urucui na RR-101, “com a finalidade de reestabelecer a ligação terrestre entre Boa Vista e Uiramutã”.

A previsão de término da passagem, deixando-a pronta para uso, é de oito dias. Mas antes disso, segundo o 6º BEC, está construindo um acesso que vai permitir a passagens de veículos com tração nas quatro rodas.

***
Gostou?
0
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!