Projeto estende Área de Livre Comércio para outros municípios - Folha de Boa Vista
CÂMARA FEDERAL
Projeto estende Área de Livre Comércio para outros municípios
Protocolado na Câmara Federal, projeto de lei beneficia cidades vizinhas de Boa Vista e de municípios fronteiriços
Por Folha Web
Em 14/06/2017 às 01:11
Autor do projeto de lei na Câmara é o deputado federal Jhonatan de Jesus (Foto: Douglas Gomes)

O deputado federal Jhonatan de Jesus (PRB) protocolou projeto na Câmara dos Deputados que estende os benefícios da Área de Livre Comércio (ALC) de Boa Vista para os municípios da área metropolitana de Boa Vista e para os que fazem fronteira com outros países. O projeto sendo aprovado beneficiará os municípios de Cantá, Alto Alegre, Mucajaí, Uiramutã, Pacaraima e Normandia. O anúncio foi feito pelo deputado Mecias de Jesus (PRB) durante a sessão ordinária da Assembleia Legislativa do Estado de Roraima desta terça-feira, 13.

“Foi a maneira mais prática e segura que o deputado Jhonatan de Jesus conseguiu parecer jurídico favorável para apresentar esse projeto. Agora vamos esperar a tramitação na Câmara dos Deputados e, consequentemente, no Senado, mas já é um grande avanço para o nosso Estado”, disse Mecias de Jesus.

Conforme explicou, a ALC nesses municípios beneficiará não somente o empresariado, mas os munícipes e a própria prefeitura. “Com o benefício implantado para outros municípios, os empresários vão poder comprar mais barato e, consequentemente, terão que repassar mais barato ao consumidor, beneficiando todo o município porque não vai haver evasão fiscal”, complementou, ao citar que algumas empresas se estabelecem em Boa Vista somente no papel, mas montam a loja de distribuição em outros municípios do interior que não têm ALC.

“Eles concorrem desigualmente com os outros empresários que estão lá e que não fizeram essa clandestinidade. Eles até vendem um pouco mais barato, mas não passam o mesmo valor que é vendido em Boa Vista.

Portanto, a ALC nesses municípios inibirá esses oportunistas que montam empresas em Boa Vista somente no papel, e vendem no interior ganhando praticamente o dobro, o triplo”, afirmou o parlamentar.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
2
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
ADNIL BARROS CAVALCANTE disse: Em 14/06/2017 às 13:49:39

"Boa iniciativa. Parabéns Deputado. Vamos ficar na torcida para que seja aprovado na Câmara e Senado Federal."

SANTOS disse: Em 14/06/2017 às 10:20:15

"- Ao que se sabe o Brasil é signatário de acordo do Mercosul para que não sejam criadas mais áreas de livre comércio na América Latina. A própria transferência da ALC de Pacaraima para Boa Vista só foi possível através de acordo quando da homologação da reserva indígena Raposa Serra do Sol. - Salvo se houverem modificado o acordo feito e não divugaram o deputado está desinformado ou jogando para a plateia, afinal 2018 é ano eleitoral. - As justificativas apresentadas não retratam a verdade pois muitos produtos manufaturados na ZF de Manáus custam menos em Brasília, que não goza de qualquer isenção tributária e está muito mais distante, do que em Roraima com todos os privilégios da ALC. "

SANTOS disse: Em 14/06/2017 às 09:39:01

"- Esse é o típico projeto que ode ser denominado de engana trouxa. Será que o ilustre Deputado não sabe que não é mais permitido a criação de novas ALCs? A própria transferência da ALC de Pacaraima para Boa Vista já foi um arranjo dentro do acordo feito quando da homologação da reserva indígena Raposa Serra do Sol. O Brasil é signatário de tratado do Mercosul que impede a criação de novas áreas de livre comércio. O deputado está muito desinformado ou jogando para a plateia. Vou ligar mais um holofote, quem sabe ele se alegra."