PUBLICIDADE
ECONOMIA
Rede de supermercados da Suécia boicota produtos do Brasil
O presidente do grupo Paradiset, Johannes Cullberg, informou que a decisão foi tomada após tomar conhecimento da liberação de agrotóxicos pelo Governo Bolsonaro
Por Folha Web
Em 06/06/2019 às 08:03
A Paradiset é a maior rede de produtos orgânicos da Escandinávia (Foto: Divulgação)

Em consequência da liberação recorde de novos agrotóxicos pelo governo brasileiro, a rede sueca de supermercados Paradiset anunciou nesta quarta-feira, dia 5, um boicote a todos os produtos do Brasil.

“Precisamos parar (o presidente) Bolsonaro, ele é um maníaco”, disse o presidente do grupo Paradiset, Johannes Cullberg.

Do total de 197 agrotóxicos já autorizados neste ano pelo Ministério da Agricultura, 26% são proibidos na União Europeia, em razão dos riscos à saúde humana e ao meio ambiente.

PUBLICIDADE

A Paradiset é a maior rede de produtos orgânicos da Escandinávia. Ela já retirou de suas prateleiras quatro diferentes tipos de melão, melancia, papaya, limão, manga, água de coco e duas marcas de café, além de uma barra de chocolate que contém 76% de cacau brasileiro em sua composição.

“Quando li na imprensa a notícia da liberação de tamanha quantidade de agrotóxicos pelo presidente Bolsonaro e a ministra (da Agricultura) Tereza Cristina, fiquei tão enfurecido que enviei um email a toda a minha equipe, com a ordem ‘boicote já ao Brasil’”, reforçou.

Cullberg espera que sua ação possa levar outros fornecedores a aderir ao boicote.

“Não podemos em sã consciência continuar a oferecer alimentos do Brasil a nossos consumidores, num momento em que tanto a quantidade como o ritmo da aprovação de novos agrotóxicos aumenta drasticamente no país. Decidimos portanto retirar os produtos de nossas prateleiras. Não podemos aceitar este tipo de atitude insana em relação ao nosso planeta, ao nosso povo e à nossa saúde”, completou.

*INFORMAÇÕES: RFI e Jornal Folha de São Paulo.

***
Gostou?
18
18
Fábio Renatto disse: Em 06/06/2019 às 09:13:01

"Estou chocado..."