Cirurgias bariátricas serão retomadas depois de liberação de recursos  - Folha de Boa Vista
SAÚDE
Cirurgias bariátricas serão retomadas depois de liberação de recursos 
Procedimentos serão realizados no HGR com verba destinada pelo deputado federal  Haroldo Cathedral
Por Folha Web
Em 21/06/2022 às 10:15
A fila de espera para quem espera por uma cirurgia bariátrica em Roraima já ultrapassa 300 pacientes (Foto: Divulgação)

A fila de espera para quem espera por uma cirurgia bariátrica em Roraima já ultrapassa 300 pacientes, e a falta de recursos para esse procedimento vinham retardando os atendimentos. Na última semana, a Secretaria de Saúde Estadual (Sesau) recebeu o depósito de R $3,6 milhões em verbas de emenda individual do deputado federal Haroldo Cathedral (PSD).

O parlamentar garantiu os valores no orçamento federal de 2022 para o atendimento dos pacientes que solicitaram a cirurgia pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

“Os investimentos em saúde têm sido nossa prioridade em Brasília. Assim que garantimos o valor para a saúde estadual comuniquei o governador que, prontamente, definiu investir o dinheiro nas cirurgias bariátricas. Foi uma escolha acertada, uma vez que centenas de pessoas aguardam com ansiedade e esperança a chance de melhorar sua qualidade de vida”, justificou o parlamentar.

Não há estimativa oficial de quantos pacientes aguardam pela cirurgia, mas para a assistente social, Lindete da Silva Souza Pinheiro, de 48 anos, que coordena o grupo de apoio voltado às pessoas em situação de obesidade do estado, há muito mais de 300 pessoas na espera. “Desde que as cirurgias foram paralisadas já tinham pessoas aguardando há mais de dois anos na fila”, recorda. 

Ela é uma das coordenadoras do grupo intitulado Borboletas, formado em 2014, e que conta hoje com centenas de pessoas de todos os cantos de Roraima que compartilham informações e experiências sobre a cirurgias bariátricas. Em Roraima, dados da Sesau, de 2021, apontam que a obesidade foi a terceira principal comorbidade associada aos óbitos pela Covid-19, representando então 11,2% dos óbitos.

Lindete explica que, mesmo com o retorno das cirurgias eletivas no Hospital Geral de Roraima (HGR), não havia expectativa de retorno das bariátricas, o que decepcionou muitos pacientes. “Muita gente parou sua vida, engordou mais, teve problemas na família, outros pegaram Covid-19 e quase morreram. Quando recebemos notícias de que o deputado Haroldo Cathedral havia colocado os recursos para a Sesau, foi como se fosse um prêmio para todos, como se tivéssemos ganhado na loteria, pois há anos que aguardamos essa notícia”, recorda.

Nesta segunda-feira, 20, Haroldo Cathedral também anunciou liberação de mais recursos para atender a saúde dos municípios

Quem também comemorou foi a motorista de aplicativo Edimara Braga de Matos, de 36 anos. Em 2018 ela já estava com data marcada para o procedimento, mas devido a um problema na vesícula, teve que adiar a bariátrica por um período.  “Parou tudo quando entrou a pandemia, então engordei mais. Tenho ansiedade, pressão alta, então eu não tinha controle. Pra mim foi a maior felicidade de 2022 saber do retorno das cirurgias bariátricas, pois eu já tinha perdido as esperanças”, conta.

Para a motorista, investir nas cirurgias bariátricas é pensar na autoestima e principalmente na qualidade de vida das pessoas com obesidade. “Ficamos muito felizes e esperançosos de que volte agora no começo de julho. Essa cirurgia é fundamental pela minha saúde e esse recurso vai mudar a vida de muitas pessoas, inclusive a minha. Vai ajudar na saúde, na autoestima, na vontade de viver mais. Essa foi uma ação maravilhosa para nós e só temos de agradecer ao deputado Haroldo e ao governador.”

Nesta segunda-feira, 20, Haroldo Cathedral também anunciou liberação de mais recursos para atender a saúde dos municípios. “Foram pagas também nossas emendas individuais que somam quase R$ 5 milhões e que beneficiam os municípios de Alto Alegre, Cantá e Normandia. Os valores recebidos poderão ser aplicados pelas prefeituras municipais no custeio da Atenção Básica em saúde”, revelou o parlamentar.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
1
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!