Doze municípios somam mais 819 casos de Covid-19 em Roraima - Folha de Boa Vista
BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO
Doze municípios somam mais 819 casos de Covid-19 em Roraima
Estado chegou a 159.648 testes positivos e manteve em 2.153 o total de mortes na pandemia, com taxa de mortalidade estável em 1,35%
Por Folha Web
Em 29/06/2022 às 06:00
Roraima não confirmou novas mortes no boletim, mas ainda investiga outras 18 (Foto: Pixabay)

Roraima confirmou nessa terça-feira (28) mais 819 testes positivos para o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

Os novos casos foram registrados em 12 dos 15 municípios: Alto Alegre (quatro), Amajari (um), Boa Vista (610), Bonfim (dez), Cantá (33), Caracaraí (70), Caroebe (um), Iracema (um), Mucajaí (112), Pacaraima (quatro), Rorainópolis (dois), São Luiz (três). Além disso, oito pessoas de fora de Roraima testaram positivo no Estado. A curva da média móvel semanal de testes positivos diários encostou nos 400.

Média móvel segue em alta (Foto: Reprodução)

Roraima não confirmou novas mortes no boletim, mas ainda investiga outras 18 pela suspeita de terem sido causadas pela doença, sendo nove ocorridas em 2022, oito em 2021 e uma em 2020.

Com a atualização, o Estado chegou a 159.648 casos e manteve em 2.153 o total de mortes na pandemia, com taxa de mortalidade estável em 1,35%.

Internações

Em 24 horas, uma criança deixou a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Maternidade, que volta a registrar os nove leitos infantis vazios. Ademais, uma criança deixou a enfermaria (resonsável pelos casos menos graves), agora tem os dez leitos infantis sem ocupação. Na mesma unidade, dos dez leitos adultos de enfermaria, dois seguem ocupados.

No Hospital Geral de Roraima (HGR), um paciente foi internado na enfermaria, onde agora, dos 15 leitos, quatro estão ocupados. Os oito leitos de UTI continuam vazios.

No Hospital da Criança, dos 49 leitos infantis, 17 estariam ocupados por crianças com suspeita de Covid, e os cinco leitos de UTI infantis estariam vazios. Mas vale ressaltar que os números na unidade não são atualizados desde 2 de maio.

No Hospital de Rorainópolis, por fim, os 11 leitos de UTI estão vazios desde 21 de dezembro do ano passado.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
0
3
Cadastrar-me Enviar Comentário
SANTOS disse: Em 29/06/2022 às 11:36:42

"COVID 19, A NOVA ONDA. - O tempo é impiedoso em suas afirmações como, dependendo do lado em que estivermos, promotor ou advogado de defesa. - A politização que tomou conta de todas as ações visando o combate ao coronavírus deixou o cidadão em situação difícil diante dos desencontros de informações, muitas delas descompromissadas com a segurança popular. - Em meados de 2020 espraiou-se o ?fique em casa, a economia a gente vê depois!?, enquanto o lado opositor recomendava: ?se puder trabalhar, vá, pois a fome também mata!?. - No decorrer de 2021 concluímos que um dos lados tinha razão, após a gravíssima crise econômica que se instalou no Brasil e no mundo inteiro, na maioria dos casos consequência dos pesados ?lock down? impostos por governos locais. - No Brasil, todos sabemos, foi consequência da vaidade irresponsável de certos gestores que, em final de 2019 afirmavam que tudo não passaria de um ?resfriadozinho?, para que não fosse bloqueada a realização do carnaval de 2020. - À custa de muitas vidas, e muito esforço, caminhávamos rumo ao controle da pandemia e, novamente, os mesmos vaidosos forçaram o relaxamento total dos protocolos acautelatórios para permitir a realização do carnaval 2022 e, agora, as festas juninas. - Aqui, no nosso Estado de Roraima, a ocorrência de novos casos ficava na casa das duas dezenas. Nesta última segunda-feira, dia 27/06/2022, foram registrados 796 novos casos. - A irresponsabilidade de quem deveria proporcionar segurança sanitária está levando a população à uma nova onda pandêmica. - Fique esperto, e pense nisso! (PS.: Este comentário foi publicado nas redes sociais ontem, terça-feira, 28/06/2022)"