Pai e filha falam sobre o amor pela Medicina - Folha de Boa Vista
DIA DO MÉDICO
Pai e filha falam sobre o amor pela Medicina
Em homenagem ao dia do Médico a Folha FM entrevistou pai e filha que são médicos
Por Folha Web
Em 18/10/2021 às 15:49
Em entrevista ao programa Quem é Quem da FolhaFM, o médico Lúcio Távora e a filha que também é médica Rochele Távora, contaram como surgiu a paixão pela medicina.(Foto: Reprodução)

A escolha do dia 18 de outubro para homenagear os médicos no Brasil tem origem cristã. Nessa data, a Igreja Católica comemora o Dia de São Lucas, um santo que em vida foi médico e, por isso, é considerado o protetor dos médicos pelos católicos.

Em entrevista ao programa Quem é Quem da FolhaFM, o médico Lúcio Távora e a filha que também é médica Rochele Távora, contaram como surgiu a paixão pela medicina.

Lúcio Távora contou como deixou o sonho de ser jogador de futebol para se tornar médico. “Durante minha juventude eu queria ser jogador de futebol, fiz testes e estava até jogando no Ceará, mas minha mãe queria que eu prestasse o vestibular foi então que fiz para medicina e passei de primeira. Mas apenas durante a faculdade que eu vim ter amor pela medicina”, afirmou Távora, que é médico há mais de 40 anos.

A filha, Rochelle Távora foi uma das primeiras médicas formada pela Universidade Federal de Roraima e conta como se apaixonou pela profissão.

“Meu pai é minha inspiração como médico e como pai, eu cresci querendo ser jornalista e no final das contas a medicina me proporciona isso, porque eu tenho que entrevistar as pessoas e saber a vida dela e saber sobre a dor delas. Durante a minha infância inteira eu convive com meu pai e minha mãe trabalhando e se dedicando para profissão e com isso me apaixonei por conta de meus pais”, relata a médica.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
9
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!