PUBLICIDADE
SAÚDE DA MULHER
Sexóloga explica como funciona o Diu de cobre
DIU significa dispositivo intra-uterino e se refere ao método contraceptivo 
Por Raisa Carvalho
Em 03/06/2019 às 00:05
A sexóloga Maíne Ferreira fala sobre sua experiência com o Diu (Foto: Geziel Ribeiro/ FolhaBV)

O DIU significa dispositivo intra-uterino e funciona como um método contraceptivo. O objeto tem forma de Y é colocada dentro do útero e impede que mulheres possam engravidar. De acordo com a sexóloga Maíne Ferreira, existem dois tipos de DIU, o de Mirena e o de cobre, que se adapta ao que a mulher quer.

O dispositivo intrauterino (DIU) de cobre se sobressai hoje como o método anticoncepcional reversível mais usado no mundo: cerca de 170 milhões de usuárias, ultrapassando de longe a pílula anticoncepcional que tem cerca de 110 milhões de usuárias, segundo informações da OMS*.

“Ambos impedem a gravidez, a mulher pode optar se quiser ficar sem menstruar.  Ele se a aclopa bem a algumas pacientes, principalmente aquelas que tem o fluxo menstrual muito intenso e impede alguns sintomas dos métodos contraceptivos comuns como a cefaleia, o inchaço, enjoo, e até mesmo as espinhas que são bastante comuns” explica.

PUBLICIDADE

Segundo  Maíne, é preciso sempre fazer o controle e manutenção do método, acompanhado do seu médico e exigir uma ultrassonografia prévia e posterior para saber a forma do uso e a posição uterina do paciente. 

“Eu comecei a utilizar o método há sete meses, e tive uma boa adaptação. Meu diu pode ser usado por cinco anos, mas cada um tem seu período de utilização, chegando até a dez anos. Há também a diferença de Diu para mulheres que já foram mãe e para aquelas que ainda não foram ou escolheram não ter uma gestação” ressalta.

Entre as dúvidas mais comuns, e se o Diu é perceptível. “Eu conversei muito com médico antes de adotar o método. Ele não é incomodo, há mulheres que não se adaptam, mas isso só é possível se a mulher experimentar o método” relata.

Para responder as principais dúvidas sobre o assunto que podem ser empecilhos para que as mulheres escolha utilizar o DIU de cobre, confira o material do Blog da Saúde:

O DIU é seguro?

Sim, a eficácia do DIU é de 99,3% •.

Quem pode usar o DIU?

O DIU pode ser utilizado desde a adolescência até a menopausa. Hoje já se sabe que uma mulher que nunca passou por uma gestação, mesmo adolescente, e aquela que passou por uma cirurgia cesariana, podem ser candidatas ao uso do DIU. Além disso, pode ser usado por mulheres que estão amamentando e não interfere na produção, quantidade e qualidade do leite materno

Quem não pode usar o DIU?

O DIU é contraindicado para mulheres que estejam apresentando no momento Doença Inflamatória Pélvica, Infecções sexualmente transmissíveis, miomas que distorçam a cavidade uterina, sangramento vaginal sem diagnóstico, malformações uterinas e estreitamento do canal do colo uterino, câncer do colo de útero e do endométrio.

O DIU é abortivo?

Não, o DIU não é abortivo. É um método contraceptivo que, por sua presença física e efeitos no útero, impede o encontro do óvulo com o espermatozóide. Ou seja, o DIU age antes do processo de fecundação do óvulo, não havendo razões para a associação.

O DIU pode deixar a mulher infértil?

Não. O DIU não provoca infertilidade. Se a mulher quiser engravidar, o DIU pode ser retirado a qualquer momento.

O DIU influencia na menstruação?

O DIU de cobre pode intensificar o fluxo menstrual e até causar mais cólicas nos primeiro três meses apos à inserção sendo esse sintoma de caráter transitório,  na maioria das mulheres.

***
Gostou?
2
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!