Varíola dos macacos: o que se sabe sobre a doença - Folha de Boa Vista
SAÚDE
Varíola dos macacos: o que se sabe sobre a doença
A varíola dos macacos pode se tornar uma pandemia?
Por Folha Web
Em 25/05/2022 às 14:00
Após os três  primeiros dias de febre, começam a surgir bolhas na pele (Foto: Reprodução)

A varíola dos macacos é um vírus que infecta animais, mas que também pode contaminar humanos. A doença é mais comum nas regiões da África Ocidental e Central, mas recentemente a Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou dezenas de casos em países europeus, além dos Estados Unidos, Canadá e Austrália. 

De acordo com a BBC News, o Brasil não tem casos registrados, mas a infecção de um cidadão brasileiro já foi notificada na Alemanha.

Confira abaixo um resumo sobre o vírus, com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Instituto Butantan: 

Os sintomas iniciais (0 a 5 dias) é caracterizado por febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, ínguas inchadas, calafrios e exaustão. Após os três  primeiros dias de febre, começam a surgir bolhas na pele que se desenvolvem primeiramente no rosto e depois se espalham para outras partes do corpo, incluindo os genitais, podendo gerar dores e coceiras.

A OMS aponta que  as crianças estão em maior risco, e a varíola durante a gravidez pode levar a complicações, varíola congênita ou morte do bebê.

A varíola pode ser transmitida pelo contato com gotículas expelidas por alguém infectado (humano ou animal) ou com as lesões na pele causadas pela doença ou por materiais contaminados, como roupas e lençóis. 

O período de incubação é geralmente de seis a 13 dias, mas pode variar de cinco a 21 dias. Por isso, é necessário que pessoas infectadas fiquem isoladas e em observação por 21 dias.

Ainda não há vacinas específicas para a varíola dos macacos, mas segundo a OMS, a vacina antivariólica demonstra cerca de 85% de eficácia contra o vírus. 

Higienizar as mãos com água e sabão ou álcool gel é importante para fugir da exposição ao vírus, além de evitar usar objetos de pessoas contaminadas e com lesões na pele.

A varíola dos macacos pode se tornar uma pandemia?

"É bastante improvável", responde o professor Brian Ferguson, do Departamento de Patologia da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, à BBC News Mundo .

Parece haver um consenso na comunidade científica de que estamos longe de a varíola dos macacos se tornar uma pandemia.

A primeira razão é que é muito difícil transmitir de pessoa para pessoa, ao contrário de um vírus respiratório como o SARS-Cov-2.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
1
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!