PUBLICIDADE
CRISE FINANCEIRA
Servidores da educação cobram salários atrasados
O protesto ocorre na manhã desta sexta-feira, 11; Governo confirmou pagamento de algumas pastas
Por Folha Web
Em 11/01/2019 às 10:58
O ato reuniu vários servidores na Praça do Centro Cívico (Foto: Yara Walker/Folha BV)

YARA WALKER
Colaboradora da FolhaWeb

Mais de 100 servidores da educação realizam na manhã desta sexta-feira, 11, um manifesto para reivindicar salários atrasados. À FolhaWeb,os trabalhadores afirmam que os repasses do mês de dezembro já foram realizados, mas até agora ninguém recebeu o pagamento.  

Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Civis Efetivos do Poder Executivo do Estado de Roraima (Sintraima), Francisco Figueira, informou que apesar do atraso, algumas secretarias do Estado já receberam pagamento, dentre elas as secretarias do Estado da Fazenda (SEFAZ) e de Planejamento e Desenvolvimento do Estado de Roraima (SEPLAN).

Flávio Bezerra, diretor-presidente do  Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Roraima (Sinter) classificou a situação com um descaso com os profissionais. Ele destacou ainda que a manifestação de hoje é uma forma  de repúdio ao silêncio do Governo.

“Este é um ato de repúdio quanto a forma que o Governo vem tratando a categoria, em especial os professores e demais técnicos, copeiras e merendeiras. Não há um calendário de pagamento e não tivemos os nossos salários depositados na conta e o repasse já foi feito. Em reunião com o governo foi informado que haveria o repasse dos salários no dia 10, mesmo com a confirmação houve novamente atraso”, destacou.

Professor de História, Remy Maia contou que a falta de uma resposta da administração estadual traz receio aos servidores, uma vez que muitos estiveram em situação complicada no ano passado, quando os atrasos começaram a ficar mais frequentes.

“Nós não temos um posicionamento claro do Governo e ficamos com receio de que o próximo pagamento também não ocorra. Estamos cobrando nossos salários e as informações que nos passam não são consistentes”, frisou.


OUTRO LADO

Por meio de nota, a Secretaria de Fazenda (Sefaz) explicou que uma inconsistência na folha de pagamento de algumas secretarias ocasionou o atraso no pagamento de salários, mas reforçou que a situação estará normalizada até o dia 15.

A pasta confirmou o pagamento da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), Secretaria de Infraestrutura (Seinf), Secretaria de Fazenda (Sefaz),Secretaria de Planejamento (Sefaz), Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), Secretaria de Comunicação Social (Secom), Controladoria Geral, Polícia Civil, Universidade Virtual (Univirr) e Instituto de Peso e Medida (Ipem).

***
Gostou?
4
26
rnuj disse: Em 11/01/2019 às 12:07:28

"'O atraso se deu a um problema na folha de pagamento de algumas secretarias' - ÇEI... não é pra comer juros, não... educação e saúde... um-hum! (0.o) "