PUBLICIDADE
POLITICA
Tribunal determina que Michel Temer volte à prisão
A decisão de revogar o habeas corpus foi julgada por três desembargadores
Por Folha Web
Em 08/05/2019 às 19:38
A decisão de revogar o habeas corpus foi julgada por três desembargadores (Foto: Divulgação)

A 1ª Turma do Tribunal Regional Federal da 2ª Região decidiu, nesta quarta-feira (8), por dois votos a um, que o ex-presidente Michel Temer e o coronel João Baptista Lima Filho voltem à prisão. A decisão de revogar o habeas corpus foi julgada por três desembargadores. O habeas corpus do ex-governador do Rio de Janeiro Wellington Moreira Franco foi mantido. 

A Primeira Turma Especializada, formada pelos desembargadores Abel Gomes, Paulo Espírito Santo e Ivan Athié, julgou o mérito do habeas corpus nesta tarde.

— Michel Temer nunca se negou a prestar contas sobre o que quer que fosse à Justiça. Nunca age em nenhum momento no sentido de impedir qualquer ato relativo à investigação. Tudo o que podemos esperar é que ele tenha uma abordagem policial diferente daquela que aconteceu— afirmou Eduardo Carnelós, advogado de Temer, em entrevista para um canal nacional.

PUBLICIDADE

Ele também afirmou que o ex-presidente deverá se apresentar à Polícia Federal nesta quinta-feira (9).

***
Gostou?
7
2
Henrique Sérgio Nobre disse: Em 09/05/2019 às 09:11:55

"O Michel Temer foi um dos que escreveram a nossa tão venerada Constituição Federal em 1988, então analisem se essa mesma Constituição Federal atende de forma eficaz aos interesses dos brasileiros ou aos interesses da classe política, a resposta é óbvia."