PUBLICIDADE
CRIANÇA E ADOLESCENTE
Cedcar abre inscrições para concurso de desenhos
O desenho vencedor será utilizado para ilustrar capa de 1.000 exemplares do Estatuto da Criança e do Adolescente
Por Folha Web
Em 06/09/2019 às 08:00
Concurso de desenhos é para ilustrar a capa estadual do Estatuto da Criança e do Adolescente (Foto: Divulgação)

Um desenho que possa simbolizar os direitos das crianças e dos adolescentes do Estado de Roraima. Com essa temática, o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedcar) lança o concurso de desenhos para ilustrar a capa estadual do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

As inscrições para o concurso iniciam nesta segunda-feira (9) e terminam no dia 26 de setembro. Somente estudantes da rede municipal e estadual de ensino das escolas públicas e privadas podem participar.

Os interessados devem levar o desenho no formato folha A4 dentro de um envelope com a ficha de inscrição contendo os dados pessoais e deixar na sede do Cedcar, na avenida Mario Homem de Melo, nº 2310, Casa dos Conselhos, bairro Mecejana, anexo a Setrabes, no horário das 8h às 12h.

PUBLICIDADE

O desenho vencedor será utilizado para ilustrar capa de 1.000 exemplares do Estatuto da Criança e do Adolescente que serão impressos e distribuídos pelo Cedcar, por meio de recursos do Fundo da Criança e do Adolescente. O vencedor ainda ganhará um kit de livros e uma bicicleta.

O regulamento do concurso de desenho estará disponível a partir de segunda-feira (9), no site www.informepopular.com e ainda pode ser requisitado pelo 99125-0021 (WhatsApp).

O presidente do Cedcar, Paulo Thadeu Franco das Neves, disse que o objetivo do concurso é divulgar a valorização e cumprimento do ECA que neste ano completa 29 anos. 

“O Cedcar está percorrendo as escolas de todo o Estado. Abrimos um canal de comunicação com a sociedade que é o Eca Legal, por meio de mensagens via WhatsApp 99125-0021. Estamos para tirar dúvidas, repassar informações e contatos e ainda recebermos informações que descumpram o Estatuto, que representa um marco civilizatório do país, pois estabeleceu que crianças e adolescentes são prioridade absoluta", comentou.

"O estatuto reproduziu alguns princípios que constavam na Declaração Universal dos Direitos da Criança de 1979 e na Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança, aprovado pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1989”, destacou o presidente do Cedcar. 

***
Gostou?
2
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!