PUBLICIDADE
HISTÓRIA EM QUADRINHO
Quadrinista lança HQ sobre os desafios da adolescência
Por Folha Web
Em 12/09/2019 às 00:07

A quadrinhista roraimense Beatriz Cruz Neves dos Santos de 16 anos lança a sua mais nova história em quadrinhos, intitulada: Greenland, entre dois mundos. Greenland é uma obra voltada para o contexto psicológico do ser humano em uma das fases considerada como a mais complicada na vida: A adolescência. A HQ aborda assuntos importantes na qual muitos são afetados na vida real como: depressão; divórcio dos pais; agressão física e verbal; racismo; isolamento; etc. 

“Tudo isso será mostrado usando personagens, onde cada um enfrentará um problema ou mais. Os principais personagens irão desenvolver um papel muito importante para a história” explicou a jovem.

Os desenhos dessa história em quadrinho são inspirados nos famosos mangás (desenhos japoneses) mas sua maneira de ler é no estilo tradicional. Ao todo serão 20 edições separadas por revistas de 60 páginas em média. Apesar da história ter uma única protagonista, em certos momentos a narração será do ponto de vista de outros personagens.

PUBLICIDADE

Bia Cruz começou a desenhar aos 9 anos, publicando várias tiras de quadrinhos do Clube da Bia, no suplemento infantil Criançada, do Jornal Folha de Boa Vista. Depois roteirizou e criou a revista Futura Geração que serviu de base para essa recente publicação. Como toda criança Bia sempre gostou de desenhar, colorir, criar, se expressar através da arte.   Ela foi se apaixonando cada dia pela brincadeira a ponto de desenhar seus próprios personagens, criando assim o “Clube da Bia ”, onde Beatriz compartilha experiências, faz graça com as situações do cotidiano e discute as dúvidas da adolescência. Cada personagem sua carrega sua peculiaridade que serve de base para se levantar a questão a ser discutida. 

Nessa perspectiva um pouco do mundo de Bia se descortina, revelando uma menina sensível a dor alheia, porém muito divertida e com um desejo de mudar tudo a sua volta com criatividade e alegria. Como toda adolescente saudável que ainda não se deixou contaminar por essa cobrança virulenta e célere para que elas se tornem adultas antes do tempo.

O incentivo da família e os bons exemplos têm sido determinantes, Bia é ávida leitora de histórias em quadrinhos e se espelha no ícone dos quadrinhos infantis, Maurício de Sousa. “Ganhei minha primeira revista da turma da Mônica pra aprender a ler, comecei a colecionar e foi de onde tirei inspiração para criar minhas primeiras histórias”. Evolui com o meu traço, ganhei coordenação motora e criei meu próprio estilo” contou.

Os fãs de quadrinhos poderão ver uma amostra do trabalho da Bia em Greenland.  Bia estuda cursa o primeiro ano do ensino médio na Escola Estadual Ana Libória, e conta com suas experiências e de seus amigos para enriquecer seus roteiros. Pretende, mesmo que de forma independente, manter uma tiragem bimestral de sua revista, com o apoio dos leitores e da família.

***
Gostou?
5
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!