PUBLICIDADE
REABERTURA DA FRONTEIRA
Vendas crescem 75% em Pacaraima
Por Ribamar Rocha
Em 15/05/2019 às 01:23
Trânsito no Centro da cidade virou um caos depois da reabertura da fronteira (Foto: Divulgação)

A reabertura da fronteira entre Brasil e Venezuela, na sexta-feira, dia 10, fez o movimento do comércio em Pacaraima voltar a crescer. Segundo dados divulgados pelo presidente da Associação Comercial e Empresarial de Pacaraima, João Kleber Soares Borges, as vendas cresceram em média 75%, superando a retomada do crescimento anterior ao fechamento da fronteira. 

Os setores mais procurados pelos venezuelanos são os de produtos que compõem a cesta básica, tanto no varejo quanto no atacado, em seguida aparecem vendas de pneus, óleos lubrificantes, materiais de construção, bebidas e refrigerantes.

PUBLICIDADE

“Os serviços de transportes rodoviários e alternativos como os de táxis, também, cresceram muito, entre outros serviços que consequentemente acabam sendo beneficiados pela roda da economia girando”, disse.

Por outro lado, Kleber citou o caos em que se tornou o trânsito das principais ruas da cidade. “O trânsito de veículos bate recorde quase todos os dias, a cidade não está preparada para comportar tantos veículos, a Prefeitura ainda chegou a sinalizar as principais ruas visando amenizar o caos, mas não adiantou muito e os comerciantes estão reclamando, pois sem local para estacionar acabou prejudicando os clientes, independentemente da nacionalidade, ao proibir a parada e estacionar veículos em toda a lateral direita das principais ruas do Centro da cidade”, disse. 

Por telefone, o prefeito Juliano Torquato informou que fez algumas mudanças no trânsito na tentativa de melhorar o fluxo de veículos e evitar engarrafamentos. 

“Fizemos uma engenharia de trânsito para melhorar o fluxo de veículos no Centro e disponibilizamos um local mais afastado para estacionamento e esperamos a compreensão dos comerciantes”, disse. 

Sobre a segurança, já que o houve significativo aumento de imigrantes, e ao mesmo tempo de clientes nas lojas, Kleber falou que é necessário aumentar também o reforço na segurança pública.

“Embora tenhamos uma das fronteiras mais policiadas do País, está faltando apenas uma coordenação para melhor distribuição das funções de cada carreira”, disse. “Na minha opinião, deveria ser montado em Pacaraima um Comitê de Segurança Nacional com a coordenação do Exército Brasileiro”, justificou.

PEDÁGIO – Kleber Soares informou que muitos clientes venezuelanos afirmam que a Força Nacional Bolivariana continua cobrando pedágio de alguns motoristas, tanto nos caminhos alternativos, quanto na passagem oficial. 

“Tanto na fronteira aberta como nas passagens alternativas, nada mudou e vários veículos venezuelanos continuam passando pelos caminhos alternativos mesmo com a reabertura da fronteira e sendo cobrado pedágio de motoristas”, afirmou. (R.R)

***
Gostou?
1
0
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!