PUBLICIDADE
CASSAÇÃO
Vereador diz que ameaça não vai intimidar sua atuação
Linoberg afirmou que pode ser um dos candidatos a prefeito de Boa Vista, mas ainda não tratou dessa questão de forma concreta
Por Folha Web
Em 15/04/2019 às 01:32
Vereador resumiu um pouco de sua atuação parlamentar destacando que já tem 19 leis propostas e mais de 900 indicações envolvendo a melhoria de vida dos cidadãos (Foto: Diane Sampaio/FolhaBV)

O vereador Linoberg Almeida (Rede) foi um dos entrevistados desse domingo, 14, no programa Agenda da Semana na Rádio Folha. Ele falou sobre o pedido de cassação de seu mandato feito pela prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (MDB), e disse que isso não vai intimidar sua atuação na Câmara.

“A gente tem feito esse mandato com a população e de um jeito que o lado professor está sendo maior que o de vereador, pois todos estão aprendendo com a gente. Em relação ao pedido de cassação feito pela procuradoria da prefeitura, tem uma coisa errônea nesse entendimento do que diz a lei quando fala que o eleito não pode patrocinar causa contra o Executivo. Quem patrocinou foi o advogado que me representa. A Procuradoria do Município é feita de dezenas de concursados, mas quem entrou foram comissionados de confiança da prefeita. Agora, qual o interesse da prefeita em cassar um vereador que trabalha diariamente em prol da população?”

Sobre questões como Zona Azul, o planejamento e mobilidade urbanos, o parlamentar disse que segue investigando a falta de transparência no uso de recursos.

“A gente entende e arquitetos consultados pela nossa equipe entendem, o Ministério Público entende e o Judiciário entende que existem problemas no estacionamento da Zona Azul. São problemas que podem ser consertados se os caminhos sugeridos pela população forem ouvidos. Se tivesse sido feito impacto de vizinhança na Zona Azul e se fosse feita uma organização dos estacionamentos centrais.”

A condenação de Teresa Surita por improbidade administrativa, a importância da Ficha Limpa para gestores, a transparência da coisa pública e o papel do vereador em todo tipo de combate à corrupção, também foram discutidos pelo parlamentar.

 “Não adianta pedir ficha limpa e confiar cegamente que todo eleito é ficha limpa. Não é honesto quando favorece parente, ex-parente e amigo em processo licitatório. Isso é corrupção. Eu não fui eleito para criticar a prefeita, mas quando a prefeitura coloca a culpa em servidor público que reclama de melhores condições de trabalho, não tem como você não criticar. Quando você é líder, a reponsabilidade é objetiva e é sua”, disse.

Linoberg também falou sobre alguns contratos da Prefeitura Municipal que está investigando envolvendo dinheiro para praças e em licitações do Proinfância.

“Vou citar o Proinfância. São 17 unidades e algumas estão em obra pelo fato de o contrato ter sido retomado. Mas não achei respostas sobre o fato de as empresas terem sido penalizadas ou não e não consigo encontrar uma das unidades do bairro Caimbé que desapareceu. Outra coisa é o empréstimo de R$ 65 milhões para uma cidade do tamanho da nossa que a prefeitura terá que pagar com juros. O que quero é um governo que pensa em solução para a cidade com cara de ficha limpa e isso não estou vendo acontecer hoje em dia. A população de Boa Vista é tão bem informada e não será enganada por quem fala que não tem responsabilidade sobre coisas sobre as quais deveria ter. Contratos como esse da Zona Azul onde tem R$ 100 milhões, outro da Proinfância, também milionário e sem transparência, outro de mobilidade urbana, que também não tem dados expostos, não deviam existir dessa forma”, ressaltou.

Linoberg resumiu um pouco de sua atuação parlamentar destacando que já tem 19 leis propostas e mais de 900 indicações envolvendo a melhoria de vida dos cidadãos.

Parlamentar não descarta possibilidade de candidatura nas eleições municipais

O vereador Linoberg Almeida (Rede) afirmou que a população ocupa pouco a Câmara Municipal e disse que não se pode entregar um cheque em branco para um político. Ele também falou sobre a possibilidade do partido indicar um candidato ao governo.

“A Rede começou a conversar sobre as eleições municipais e tem ideia de se posicionar na democracia e o partido político vai apresentar candidato a prefeito, vereadores e vereadoras na próxima eleição. Tenho pensado fortemente nessa possibilidade de ser candidato, pois seria um desafio incrível reposicionar o modo de pensar a cidade”, considerou.

A Rede tem cerca de 100 filiados em Roraima e pretende ampliar esse percentual.

“Tivemos reunião em Brasília e a Rede não vai se fundir com outros partidos. Essa ideia inicial foi recuada e a Rede vai se manter enquanto partido insistindo nesse projeto único. Vamos repensar como ocupar a política sem dinheiro de fundo partidário e eu tenho sensação de que sem dinheiro público é possível eleger prefeitos e vereadores em uma cidade como Boa Vista”, concluiu.

Manuel disse: Em 15/04/2019 às 09:56:46

"Parabéns... Nossa raça humana, nosso mundo... Precisa que Homens Honrados vão ocupando seus postos para que nossas Leis tenham Procedência e que sejam dignas. A omissão dos Justos em votar e em se candidatarem aos postos que lhes são destinados é que nos tem levado ao fracasso."