Adolescentes venezuelanos desaparecidos são localizados pela Polícia Civil - Folha de Boa Vista
INVESTIGAÇÃO
Adolescentes venezuelanos desaparecidos são localizados pela Polícia Civil
Um foi entregue aos familiares e outro foi encaminhado ao Conselho Tutelar
Por Folha Web
Em 22/10/2021 às 08:30
Adolescentes foram localizados pela PC, por meio do Núcleo de Investigação de Pessoas Desaparecidas (Foto: Nilzete Franco/FolhaBV)

Dois adolescentes que estavam desaparecidos foram localizados pela Polícia Civil de Roraima (PCRR), por meio do Núcleo de Investigação de Pessoas Desaparecidas (NIPD), nessa quinta-feira (21).

O adolescente venezuelano e indígena, Yondri Berio de La Rosa, de 17 anos, foi localizado na Avenida Ataíde Teive, próximo ao Abrigo Jardim Floresta, por dois amigos. Ele foi apresentado à equipe de investigação do NIPD, que estava realizando diligências com o objetivo de localizá-lo.

Yondri relatou que no dia do desaparecimento estava em uma bicicleta emprestada, que teria sido roubada. Para pagar a bicicleta ao proprietário, ele decidiu trabalhar como pedreiro para juntar o dinheiro.

O adolescente estava desaparecido desde o meio-dia de segunda-feira (18), após sair do Abrigo no Jardim Floresta, zona Oeste de Boa Vista, de onde saiu, sob autorização da mãe, para comprar uma sandália. Após os procedimentos formais, ele foi entregue aos familiares.

Outro

Também foi localizado o adolescente Jorge Alejandro Bejarano Moreno, de 15 anos. Ele estava desaparecido desde o dia 13 de outubro e, conforme relatos da mãe, o menino havia saído de casa após uma briga familiar.

O caso estava sendo investigado pelos agentes do NIPD e durante as diligências localizaram o adolescente.

Ele foi localizado no bairro 31 de Março, na casa de um venezuelano, e relatou que havia fugido de casa porque sofria maus-tratos. O Adolescente foi encaminhado ao Conselho Tutelar.

VÍDEOS RECOMENDADOS
***

Quer o site da FolhaBV com menos anúncios?

Um jornalismo profissional com identificação e compromisso com o regional que fiscaliza o poder público, combate o autoritarismo e a corrupção, veicula notícias interessantes, faz contraponto à intolerância das redes sociais e traça uma linha clara entre verdade e mentira. São mais de 50 reportagens todo dia. Quanto custa ajudar a produzir esse conteúdo?

ASSINE A FOLHABV
Gostou?
2
0
Cadastrar-me Enviar Comentário
Não existem comentários. Seja o primeiro a comentar!